TV 3D Não faz Sucesso com os Consumidores



  

Apesar da forte propaganda e incentivo do mercado, a televisão 3D não conseguiu o espaço que queria e nem cumpriu a promessa de ser a dona de uma nova Era de Entretenimento. Assim que os novos modelos chegaram ao Brasil, os preços eram absurdamente altos e era necessária uma boa pesquisa em casa para descobrir quais canais e serviços de assinatura ofereciam programas em 3D.

Apesar de ter a capacidade de reproduzir imagens em terceira dimensão, os televisores em 3D ficaram muito longe dos mesmos recursos que uma sala de cinema 3D oferece. Em geral, o aparelho não marca a promessa de ser o começo de uma interação muito maior do mundo real com o programa. Além de estar acima dos valores de uma TV normal, os óculos tornam-se extremamente desconfortáveis e podem ser um problema nas casas mais movimentadas, pois provavelmente não haverá para todos.

Canais de esportes apostaram com força nesse tipo de recurso, mas hoje até mesmo estes canais não exploram mais o recurso por terem consciência de que ele não vale tanto a pena. Expectativas ainda circulam sobre o futuro do 3D no Brasil e no mundo, porém, com o advento de novas tecnologias e o HD ganhando mais espaço a cada dia, a televisão 3D não está em vantagem ou se quer tem chances de continuar no mercado.





Ainda que o tempo mostre uma nova saída ao 3D, atentemos para o LCD e o UltraHD, que oferecem muito mais recursos de televisão por assinatura e os preços são muito menores. Quem sabe a Copa do Mundo não faça o brasileiro vibrar novamente com os gols praticamente dentro da sala. No momento, o conselho geral é que os consumidores procurem logo alternativas, pois talvez aquele que ficar com uma televisão 3D nem consiga se quer vendê-la no futuro por falta total de interesse.

Por Vinícius Leite



1 comentário em “TV 3D Não faz Sucesso com os Consumidores

  • Não é sucesso porque a programação é praticamente inexistente. tenho uma aqui em casa e não consigo assistir nada porque também não tem se quer DVD "s em 3D .

Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *