Antivírus para Smart TV




Saiba aqui se é necessário usar antivírus em sua Smart TV.

Será que a Smart TV também precisa instalar um Antivírus? Semelhante aos computadores e smartphones? Está surpreso com esta pergunta? Pois bem, muitas pessoas não percebem que ao conectar qualquer aparelho na internet o risco de receber vírus e infectar seus equipamentos é alto.

Você comprou uma Smart TV, está feliz com sua nova aquisição, vai conseguir assistir Netflix, jogar pela internet, assistir vídeos no Youtube, ou seja, transformar sua imensa TV em um Computador de sala.


Porém, não se esqueça que a sua TV é semelhante ao computador. Isso mesmo! Ela possui interfaces com ícones, navegadores de internet, você pode baixar conteúdos, ter acesso a rede Wi-Fi e inclusive instalar programas.

Empresa de Segurança Digital alerta!

O alerta foi feito para redobrar a atenção em relação à segurança da sua TV, além disso, pesquisar qual antivírus é compatível com seu equipamento. Essa preocupação com a proteção das Smart TV´s foi levantada na feira MWC em Barcelona pela empresa de segurança Digital ESET.

Conforme orientações da ESET, as TV´s que possuem o sistema Android TV possuem várias formas para receber esta proteção. A primeira forma é o antivírus propriamente dito, a segunda opção é o anti-ramsomwere que protege sua tv contra bloqueios de tela externos, existe também o escaneamento de dispositivos como por exemplo a conexão de pendrives por USB.


A última forma de se proteger de possíveis ataques de hackers é com o anti-phishing, que são feitos para roubar dados pessoais e informações de contas mais sensíveis. No caso do anti-phishing é oferecido o recurso na forma paga, que deve estar custando por volta de 10 euros, no entanto, as demais podem ser adquiridas gratuitamente.

Demonstração de Ataques

A ESET na feira MWC fez algumas demonstrações onde foi possível visualizar o escaneamento de pendrives infectados que foi conectado em uma das portas USB do aparelho de TV.

Além desta demonstração, foi possível visualizar a instalação de aplicativos mal intencionados que foram instalados de forma indevida, onde o antivírus faz seu papel de bloquear estas instalações.

Smart TV no radar dos criminosos

Antigamente algumas proteções básicas eram tomadas como excluir alguns emails estranhos, não clicar em links desconhecidos, escolher senhas mais fortes para evitar acesso a contas pessoais, ou seja, essas ações eram tomadas exclusivamente para acessos ao computador.

Com a chegada e popularização das TV´s que podem se conectar na internet, as Smart Tv´s, os criminosos já estão começando a direcionar a sua atenção para estes aparelhos, já que eles possuem dados gravados de contas de acesso para email, programas de filmes, entre outros.

Os invasores podem controlar sua TV remotamente, trocar de canal, ver todo o histórico de navegação, como já dissemos, verificar dados pessoais e acessar dados em pendrives como pastas por exemplo.

Quais vulnerabilidades a Smart TV pode apresentar?

Além dessas que apresentamos, algumas marcas podem enviar anúncios publicitários de acordo com o seu perfil de usuário. Para identificar isso é preciso comparar seu histórico de navegação com os possíveis anúncios publicitários que podem aparecer em sua TV.

Em 2012, a LG em algumas TV´s foi detectado esta vulnerabilidade com o envio de anúncios personalizados sem a permissão dos usuários e com isso foi acusada de violar a integridade e privacidade dos seus usuários. A empresa confirmou o erro e liberou uma atualização do software reparando este problema.

Como se proteger e aumentar a segurança da sua TV?

A primeira ação a ser tomada é evitar colocar pendrives sem fazer um escaneamento no computador em busca de vírus. A sua conexão Wi-Fi deve estar configurada com segurança WPA2, por ser mais segura e com menos disposição a ataques.

Evite fazer compras pela sua Smart TV, neste momento, não confunda sua TV com seu PC. os computadores possuem softwares de proteção mais avançados que auxiliam neste momento e algumas instituições de banco enviam aplicativos de proteção compatíveis com o sistema de computador.

E para finalizar aquela velha dica que já mostramos aqui, não clique em qualquer link, procure prestar muita atenção aos endereços camuflados nestes links suspeitos.

Marcio Ferraz



Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *