DirecTV Go – Como Funciona e Preço do Novo Serviço de IPTV



Novo serviço chega ao Brasil com 95 canais e HBO grátis.

Sem qualquer alarde, o DirecTV Go adentrou o mercado brasileiro e já passou a ser comercializado por aqui desde a última segunda-feira, dia 30 de novembro. O DirecTV Go é um serviço mantido pela AT&T, empresa dona da Sky Brasil e vai operar pela plataforma IPTV, que oferece 95 (noventa e cinco) canais de TV a cabo e oferece também, como oferta de lançamento, HBO grátis por cinco anos.

Diferentemente do Claro Box TV, os canais oferecidos pelo DirecTV Go podem ser assistidos pela web, dispositivos iOS ou Android e, claro, smart TVs, Apple TV, Amazon Fire TV/Stick, Android TV e Roku. O aplicativo já encontra-se disponível para download no Google Play e também na App Store.



A fim de evitar problemas na resolução da imagem, o DirecTV Go recomenda que o usuário opte por uma conexão com, no mínimo, 4 Mb/s. O assinante do serviço poderá também assistir simultaneamente a plataforma em até dois dispositivos distintos. Com relação ao pagamento da mensalidade, este poderá ser feito por meio de cartão de crédito das bandeiras Mastercard, Elo, Visa, American Express e Hipercard.

Quanto custa o serviço?

Atualmente, o DirecTV Go está sendo oferecido pelo valor de R$ 59,90 reais mensais. Este valor equivale ao pacote básico, que conta com 72 (setenta e dois) canais. O serviço de IPTV conta também com canais abertos, tais como Globo, Record, SBT e RedeTV!. Além disso, o assinante pode contratar canais avulsos e contará também com o HBO Go gratuito por um período de cinco anos.



O DirecTV Go conta, ademais da programação ao vivo, com conteúdo para streaming, tal como se fosse uma Netflix. Apresentamos, a seguir, a lista de canais oferecidos pelo serviço no pacote básico:

  • Animal Planet;
  • AMC;
  • Band;
  • AXN;
  • Band Sports;
  • Bis;
  • Band News;
  • Canal Brasil;
  • Boomerang;
  • Cartoon Network;
  • Canal Off;
  • CNN Brasil;
  • Cinemax;
  • Disney Channel;
  • Discovery Channel;
  • Disney Júnior;
  • Discovery Home&Health;
  • Disney XD;
  • Discovery ID;
  • Discovery Science;
  • Discovery Kids;
  • Discovery Turbo;
  • Discovery Theater;
  • Discovery World;
  • ESPN;
  • E!;
  • Food Network;
  • ESPN+;
  • Fx;
  • Fox;
  • Fox Sports 1 e 2;
  • Fox Life;
  • Globo (canal aberto);
  • Globo News;
  • GNT;
  • Gloob;
  • Gloobinho;
  • History Channel 1 e 2;
  • HGTV;
  • Mais Globosat;
  • Lifetime;
  • Multishow;
  • National Geographic;
  • Megapix;
  • MTV;
  • Nickelodeon;
  • NatGeo Wild;
  • Nick Jr.;
  • NatGeo Kids;
  • TNT;
  • TNT Series;
  • Record (canal aberto);
  • Warner Channel;
  • SBT;
  • Paramount Network; RedeTV!;
  • Sony Channel;
  • SporTV 1, 2 e 3;
  • Viva;
  • Space;
  • TLC;
  • Universal;
  • Studio Universal;
  • TruTV.
Leia também:  Cuidados com as TVs em 3D

Entre os canais à la carte, estão disponíveis os canais HBO, Premiere, Combate, Conmebol, Telecine e Fox Premium, que poderão ser adicionados ao pacote mediante o acréscimo de valores específicos para cada canal.

O lançamento dos planos de IPTV como o DirecTV Go no Brasil se deu especialmente em função da definição da Anatel a respeito do fato de plataformas online que tenham transmissão de canais ao vivo não devem se enquadrar nas mesmas regras da TV paga (SeAC). Para a AT&T, este modelo de negócio é um bom ramo para investimento, pois a Sky, por exemplo, hoje é a segunda maior operadora de TV por assinatura no Brasil, no entanto, ela ainda faz uso de tecnologia via satélite. Com o aumento da utilização da banda larga no Brasil, investir no lançamento de um serviço pago de TV pela internet pode acabar sendo viável.

Além disso, investir neste tipo de serviço oferece também vantagens tributárias, pois recai sobre a TV por assinatura o ICMS, um imposto estadual. Os serviços online, por sua vez, não são onerados com esse tributo. A empresa que oferece o serviço também não tem a obrigação de seguir as regras definidas pela Anatel, tais como uma cota específica de conteúdo que necessariamente deve ser produzida no Brasil ou algumas metas de qualidade.

Tramita na Câmara dos Deputados um projeto que tem como objetivo impedir a queda na arrecadação de impostos. A alegação para tal projeto é de que a migração por completo da TV paga para a internet pode acabar gerando uma perda de algo em torno de R$3,77 bilhões de reais em impostos.

Leia também:  Samsung dá Prêmio para Melhor Aplicativo para TV

Sabrina Ferraz Fraccari

Outros Conteúdos Interessantes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *