Nova TV com Tela QNED da LG 2021



LG deve apresentar televisor com novo tipo de tela durante a CES 2021.

O ano de 2021 inicia com grandes novidades na tecnologia que garantem mais satisfação para a visão.

Os gestores da organização LG anunciaram a chegada do primeiro modelo de TV cuja tela é configurada em Mini LED, que será exibida no evento da CES de 2021. Os engenheiros responsáveis pelo novo projeto nomearam a TV de QNED, com anuência da marca. Este é o primeiro modelo, nesse design e estrutura, vazado em TV de 86 polegadas, além de apresentar resolução 8K, garantindo muito mais eficiência e qualidade na exibição das imagens, além de estar suplementada da função que intensifica os contrastes superiores, que estão presentes em displays de LED mais comuns.



Esta tecnologia, segundo os especialistas, ocupa importante patamar entre as alternativas de qualidade LED e OLED. Deste modo, esta nova TV chegará ao lar do consumidor final em conjunto com o recurso MicroLED, que constitui uma tecnologia oriunda da grande rival Samsung, cujo novo modelo também será exibido no mesmo evento da CES, edição de 2021.

Entretanto, ainda não há maiores informações, ou atualizações, sobre esta grande novidade, no que tange ao valor no mercado brasileiro e qual a data de estreia deste televisor nas lojas.



Destaques da nova TV:

Para início de conversa, QNED consiste em uma sigla da seguinte expressão: Nano Diodo Emissor de Luz, sendo válido para classificar, também, o próprio design deste amplo display, que opera por meio de uma matriz com quase 30 mil nano em LEDs, em termos de fonte de iluminação. Na contramão das telas LED mais comuns, munidas de poucos focos LEDs para a iluminação de toda a estrutura LCD, sendo a nova proposta da LG, junto a outras grandes multinacionais que estão investindo no dispositivo Mini LED, está na criação de um novo controle de intensidade da luz em modalidade mais eficiente, em maior precisão.

Leia também:  TVs com Android serão lançadas no Brasil em breve

De acordo com a mesma fonte, cada partícula que compõe esse conjunto de LEDs corresponde a qualitativos pontos de luz, os quais podem ser manipulados de modo individual no sentido de se atingir maior grau de precisão e intensidade de cores, contornos, definição de imagens, portanto, trata-se de um recurso que apresenta efeitos muito mais perceptíveis dentro das nuances de contrastes projetados pela tela que proporcionam maior qualidade na imagem.

Assim, conforme os especialistas da matéria, os líderes da LG explicam que esta nova tela terá capacidade de apresentar um nível qualitativo de contraste que chega aos 1.000.000:1, suplementado de 2,5 mil “zonas de iluminação”, tal como foi explicado, totalmente manipuláveis no sentido de ajustar a qualidade das imagens ao gosto do freguês, dentro de amplo e assombroso padrão de flexibilidade, constituindo um verdadeiro divisor de águas na produção da TVs. Apesar de nenhuma empresa poder garantir telas superiores às OLED, como foi expresso pelos representantes da própria LG, ainda assim, esse novo tipo de tecnologia garante ultrapassar o padrão QLED presente em outras grandes marcas, além de superar a qualidade LED mais convencional.

Esta é a TV que abre o progresso tecnológico, nesse segmento, em 2021. Os especialistas explicam que, descansando os 30 mil LEDs que formam o fundo do display, esta nova configuração de tela, proporcionada pela LG, está repetindo a qualidade das tecnologias mais comuns nesta indústria, porém, fazendo avançar seu poder de resolução, e tudo isso utilizando o chamado display contendo todos os pontos quânticos, muito similar ao produzidos pelas multinacionais de grande destaque, como a Samsung, que trabalha com esses recurso nas produção de seus modelos de televisores premium.

Leia também:  Philips transferiu a produção de TVs para a empresa TPV Technology

Paulo Henrique dos Santos

Outros Conteúdos Interessantes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *