Samsung disponibilizou no mercado brasileiro seus novos modelos de TVs 4k com preços a partir de R$ 2.799.

Ter uma TV 4K está cada vez mais em conta, por exemplo, a Samsung começa a disponibilizar no mercado brasileiro seus novos modelos a partir de R$ 2.799, bem mais em conta do que era há alguns anos. No último dia 31 de julho, a Samsung realizou um evento em São Paulo para mostrar os quatro modelos que serão disponibilizados por aqui. A empresa coreana espera assim, atender a todos os perfis de clientes, já que oferece também as QLEDs.

As novas TVs 4K da Samsung oferecem configurações variadas e o consumidor precisa analisar bem antes de fazer sua escolha, por exemplo, tem a premium NU8000 que é o modelo mais avançado e consequentemente custa mais caro, assim como tem a versão de entrada, a NU7100 que tem o preço menor. Tem até uma opção curva, a NU7300, que não deve fazer tanto sucesso entre os brasileiros, já que esse tipo de TV não agradou muito o mercado nacional.

Os quatro modelos contam com tecnologia de painéis LED, além de áudio de ótima qualidade e o sistema operacional é o mesmo que se encontra nos modelos lançados em 2017. Mas as TVs trazem algumas novidades, principalmente no que diz respeito ao visual do dispositivo. Outra boa notícia é que a gestão dos cabos melhorou bastante, assim não fica aquela bagunça atrás do aparelho. Esses novos modelos da Samsung oferecem conexão ao SmartThings, a plataforma da empresa para casas conectadas.

No caso do modelo NU7100 como também a NU7300, ambos têm a configuração praticamente iguais, pois o painel é de LED 4K, com suporte a HDR premium e o sistema operacional é da Samsung. O que difere uma da outra é que a NU7100 é tela plana e está disponível tanto no modelo de 40 como também 75 polegadas. No caso da NU7300 a tela é curva e ela está disponível apenas na versão de 49 polegadas.

A NU7400 é um modelo mais conectado e com configuração melhor, estando disponível nas dimensões de 50, 55 e 60 polegadas. O modelo ainda integra a TV com a plataforma SmartThings da empresa coreana, assim é possível utilizar o comando de voz para diversas funções, assim como ter controle dos dispositivos inteligentes que encontram-se na casa, por exemplo, a máquina de lavar roupa, o ar-condicionado, entre outros aparelhos conectados. Essa tecnologia pode ser utilizada até mesmo para alguns produtos de outras marcas, mas essa lista ainda é restrita.

Esse modelo ainda conta com controle remoto diferenciado, que além de ser usado para a TV, também serve para conversores, vídeo games e vários outros dispositivos. Outro diferencial da NU7400 ainda oferece uma solução inteligente para gerenciar os cabos, de forma que a fiação fica toda escondida, já que eles saem da traseira da televisão através de uma canaleta. Esse recurso pode parecer apenas um detalhe bobo para alguns, mas para outros faz uma diferença enorme. Quem investe em uma sala planejada, por exemplo, sabe que a TV acaba por complementar o ambiente, interagindo com a decoração, só que a exposição dos cabos atrapalha tudo.

Todos esses recursos estão presentes também na NU8000, que é a versão UHD Premium, disponibilizada com 75 e 82 polegadas. Tirando as QLED, a NU8000 é a única em LED 4K que oferece suporte a HDR1000, que fica acima do HDR Premium quando são mostradas as imagens com mais brilho e contraste.

De acordo com a Samsung, ainda nesse mês de agosto, suas novas smartTVs já estarão disponíveis no mercado nacional e quem se contentar com um modelo mais básico certamente verá que o preço é bem em conta, mas quem optar por uma versão mais completa terá que desembolsar mais de R$ 13 mil, confira os preços:

  • A TV UDH NU7100 poderá ser encontrada no valor de R$ 2.799 a R$ 13.999 de acordo com a especificação, que pode ser de 40, 43, 49, 50, 55, 58, 65 e 75 polegadas.
  • A TV UHD, que é o modelo de tela curva, NU7300 custa R$ 3.899 e está disponível apenas em tamanho de 49 polegadas.
  • A TV UHD NU7400 será disponibilizada com 50, 55 e 65 polegadas e os preços serão de R$ 4.099, R$ 5.199 e R$ 8.999.
  • E a TV Premium UHD de 75 e 82 polegadas, custará R$ 16.999 e R$ 25.999.

Por Russel

TV 4k Samsung


Amazon lançou no Brasil o Amazon Fire TV Stick, uma alternativa para transmissão de conteúdo em televisores que não possuem funções de Smart TV.

Desembarca no Brasil mais um produto da linha Amazon. Por 289 reais, os brasileiros podem adquirir o Amazon Fire TV Stick, uma alternativa para transmissão de conteúdo em televisores que não possuem funções de Smart TV. A novidade deve agradar um público bastante variado, que busca transformar o televisor em algo mais moderno e menos básico, além de consumir conteúdos de forma mais confortável e aconchegante.

O periférico pode ser encontrado à venda já nesta semana e é uma resposta ao Chromecast, solução da Google para consumo de mídia e entretenimento em televisões. O produto da Amazon chega em um formato bastante familiar, similar a um pendrive, porém, se encaixa a uma saída HDMI, sendo compatível com qualquer televisor ou monitor com esta tecnologia, da mesma maneira que o Chromecast é utilizado.

A diferença entre os dois aparelhos é sua arquitetura interna. Enquanto o Chromecast trabalha muito bem com o Android, o Amazon Fire TV Stick possui em suas entranhas uma versão do Fire OS, adaptada especialmente para o aparelho, que é baseado no Android. Como ele possui um espaço interno de 8 GB, bem como 1 GB de RAM e um processador quad-core, é possível não só consumir conteúdo de serviços como Netflix e Youtube, mas rodar aplicativos que até então poderiam ser rodados apenas no celular, se tornando independente e não necessitando de um smartphone ou tablet para ser operado.

O consumidor que adquirir também deve encontrar na caixa um controle remoto, para o manuseio na interface e nos recursos do Amazon Fire TV Stick. Esta característica está presente também na APPLE TV, porém, custando bem menos. Vale lembrar que ele já foi lançado há algum tempo nos Estados Unidos, e chega ao Brasil sendo uma alternativa mais barata que seus concorrentes diretos.

Amazon amplia operações no Brasil

Além do desembarque do Amazon Fire TV Stick, a Amazon vem aos poucos trazendo boas novidades em seu site. A empresa que só vendia livros e o seu tradicional leitor de e-books, o Kindle, trouxe o Kindle Unlimited, uma espécie de netflix dos livros e os seus novos aparelhos Kindle, lançados há pouco tempo em alguns mercados.

A partir de agora, as lojas podem utilizar a plataforma da Amazon para a comercialização de seus produtos. A estratégia é similar ao Mercado Livre, que oferece uma solução completa para lojistas e pessoas físicas comercializarem produtos novos e usados, usufruindo de sua plataforma de pagamentos online. A modalidade é diferente dos Estados Unidos, onde, por lá, a Amazon é uma loja online de fato, mas também oferece a possibilidade da venda de artigos usados por pessoas que não possuem uma loja.

Além dos eletrônicos e outros produtos, artigos de casa e cozinha começaram a ser comercializados pelo site da Amazon aqui no Brasil.

A expansão da Amazon aqui no Brasil também é a sinalização de uma atenção mais personalizada ao mercado nacional. A chegada de alguns, poucos, mas produtos interessantes apresenta uma chance de um catálogo mais amplo de produtos da fabricante Americana.

Além dos leitores de livros digitais e do Amazon Fire TV Stick, a Amazon comercializa no mercado americano o tablet Fire HD, de baixo custo, equipado com o Fire OS, que é baseado no Android e que dá acesso aos serviços da empresa, além do ecossistema do mundo Android. Nos EUA ainda está presente a assistente virtual Alexa, que ainda não desembarcou ao Brasil, mas está presente no Amazon Fire TV Stick. Vale lembrar que por lá, o Stick custa cerca de 49 dólares e 99 centavos.

Além dos Estados Unidos e do Brasil, a Amazon também possui lojas em países da Europa como a França e a Alemanha e na América do Norte como o Canadá e o México.

Por Leandrinho de Souza

Amazon Fire TV Stick


A previsão de chegada ao Brasil é em julho deste ano. Tal feito foi possível pela parceria entre o Google e a Sony.

O Brasil vai receber as primeiras televisões com o sistema operacional Android, agora no mês de julho, graças a uma parceria entre o gigante de buscas Google e a Sony que está apostando no potencial do Brasil para estes modelos de televisões.

Por enquanto, somente através do dispositivo Nexus Player era possível ter acesso à plataforma, mas em breve esta novidade estará disponível para todos os brasileiros.

O modelo ultrafino da Sony oferece a opção Full HD e tem o modelo com imagem 4K com tamanhos de 49" a 75" e os preços variam bastante, de acordo com o modelo da TV, por exemplo, a TV mais básica custará R$ 5 mil que equivale ao modelo Ultra HD de 49". Já o modelo top de linha, com imagem 4K e 75" custará pelo menos R$ 18 mil!

Mas todos os modelos contarão com o processador X1 que é da própria Sony e que é o responsável por garantir tamanha nitidez nas imagens, oferecendo também um número superior de cores e um ótimo contraste.
O sistema operacional Android é bem fácil de ser utilizado e isto é um ponto a mais para que a TV conquiste os brasileiros. O novo Android TV está bem mais enxuto em sua última versão. Em um só lugar o usuário poderá encontrar o "marketplace" do Google Play, além dos serviços que oferecem música e filmes, além de terem acesso ao YouTube e o Google Cast para que o usuário possa transmitir conteúdo multimídia de seu smartphone ou tablet para a TV.

E o Android TV chega ao Brasil com uma grande vantagem, pois já são mais de 120 aplicativos disponibilizados exclusivamente para ele. E diversos desenvolvedores locais estão trabalhando para garantir novos aplicativos para os aparelhos.

A empresa ainda se comprometeu a oferecer atualização para o sistema operacional em até 30 dias, de forma que todos os dispositivos possam ser atualizados dentro deste período.

O Android TV ainda oferece um sistema de busca inteligente que é comandado por voz, é só clicar no botão que se encontra no topo do controle para registrar o comando de áudio que você desejar. Na verdade, este sistema de busca funciona como se fosse uma versão da "Siri", só que para a TV, pois você pode fazer várias perguntas sobre artistas, filmes ou músicas.

As televisões rodando Android TV deverão fazer sucesso por aqui, pois são realmente inteligentes e ágeis, além de contar com um buscador que certamente vai atender a grande maioria dos brasileiros.

Por Russel

Android TV

Android TV

Fotos: Divulgação


A Samsung, que já está entre as principais empresas na área de smartphones e tablets, quer dominar também o mercado de TV's que desde que começou a receber aparelhos com tecnologia de ponta, passou a ter novas empresas na concorrência, mas a sul-coreana está disposta a retomar a posição de uma das maiores fabricantes dos aparelhos, que estão presentes em praticamente todas as casas!
E para garantir melhor posição no ranking das melhores marcas a Samsung lançou a TV 4K curva e vai comercializá-la também aqui no Brasil, um dos países que tem apresentado maior consumo dos novos aparelhos de televisão.

Porém, a TV 4K curva da Samsung poderá não atingir a meta esperada nas vendas, pois a TV irá custar aqui, R$ 500 mil e este valor, certamente, vai espantar a grande maioria dos consumidores.

No final do mês de outubro, a Samsung anunciou que sua TV de tela curva com 105" e com altíssima qualidade de imagem, já que conta com a tecnologia 4K, estaria sendo vendida aqui no Brasil. A TV será fabricada na Coreia do Sul, mas até o final deste ano já estará disponível nas principais lojas, pois a empresa quer aproveitar o grande número de pessoas interessadas em comprar uma nova TV, neste final de ano, para tentar implantar o seu lançamento.

A Samsung informou que sua TV de tela curva, a TV 105S9W, possibilita que o telespectador tenha a nítida sensação de que está diante de uma TV com tela bem maior do que realmente é!
A resolução da TV é de 5120 por 2160 pixels e o formato da imagem é o 21:9.

E não é só na imagem que a TV tela curva da Samsung supera a concorrência, o som também é excelente, contando com 160 watts de potência, ficando bem acima da grande maioria dos aparelhos disponíveis no mercado que é de 20 watts!

Mas a Samsung acredita que conseguirá uma venda significativa do modelo aqui no Brasil, já que tem crescido o número de pessoas dispostas a gastar bem mais, para ter uma TV de excelente qualidade em casa.

Por Russel

Samsung TV 105S9W

Samsung TV 105S9W

Fotos: Divulgação


A Sony apresentou nesta semana mais um lançamento de televisor e a novidade do momento são as televisões XBR-84X905 e XBR-65HX955

O primeiro modelo possui uma tela de 84 polegadas com resolução 4K e a segunda televisão possui uma tela com 65 polegadas, sendo que ambas usam a tecnologia LED-LCD.

As inovações criadas para estas novas televisões são diversas como o Intelligent Peak LED que consiste em um sistema de retroalimentação o qual ilumina toda a tela, o MotionFlow que diminui os rastros da imagens além da plataforma Smart com acesso a streaming de conteúdos variados.

Todas estas funcionalidades presentes nos novos televisores da Sony podem ser obtidos por valores iniciais de R$14.999.

Por Ana Camila Neves Morais


A Samsung apresentou o seu mais novo lançamento para o mercado brasileiro: a Smart TV ES9000.

Dentre as características interessantes deste modelo estão uma super tela de LED com 75 polegadas, 7,9 milímetros de espessura, imagem em Full HD, processador do tipo dual-core, som Dolby Digital e entradas variadas para Ethernet, HDMI e USB além do acesso por sensores de movimento e voz.

Dentre os acessórios interessantes deste modelo de televisão estão o ConnectShare, Smart Touch Control, Shift, óculos Active Glasses 3D e Picture in Picture.

Além disso, é possível atualizar a Smart TV ES9000 com tecnologias recentes por meio do Kit Smart Evolution o qual quando é trocado reestrutura toda a televisão sem a necessidade de substituição.

Todas estas impressionantes possibilidades em uma televisão já podem ser adquiridas pelos apaixonados por tecnologia com preços a partir de R$26 mil nas lojas especializadas em eletrônicos de todo o Brasil.

Por Ana Camila Neves Morais


As televisões com tecnologia 4K (Ultra HD) estão chegando aos poucos no mercado e desta vez a novidade é da Sharp que lançou a ICC Purios (LC-60HQ10).

Este aparelho possui uma tela com 60 polegadas em Ultra definição e possui também o recurso "Integrated Cognitive Creation" (criação cognitiva integrada) que realiza a conversão de sinais elétricos em sinais óticos possibilitando novas possibilidades em imagens como texturas e luminosidade.

Além disso, a ICC Purios possui uma incrível resolução de 3840 x 2160 pixels sendo a primeira televisão com esta capacidade e que possui ainda a certificação THX.

Para quem gostou da novidade, a ICC Purios da Sharp irá iniciar as suas vendas em 20 de fevereiro de 2013 por valores de aproximadamente US$31.376,00 que equivalem a cerca de 66 mil reais.

Fonte: Engadget

Por Ana Camila Neves Morais


Diversos estudos tem sido feitos para compreender o movimento da população que está criando um aumento nos assinantes de TV paga que são integrantes da classe C brasileira.

As pesquisas realizadas são feitas para identificar as principais características desse novo público, e, assim, identificar seus hábitos e gostos primordiais.

Segundo a Discovery no Brasil, estes novos usuários da televisão paga possuem, em média, apenas um ponto em casa e reúnem a família para assistir aos programas disponíveis com um interesse maior por programas de curiosidades e do mundo animal.

Além disso, os assinantes da classe C demandam uma maior quantidade de séries, filmes e programas estrangeiros.

Por Ana Camila Neves Morais


Até então, a única fabricante de televisores que vendia aparelhos com 3D passivo no Brasil era a LG. Porém, a fabricante japonesa Panasonic anunciou que ainda neste ano chegarão ao mercado brasileiro as suas TVs 3D passivas.

Após fazer muitas críticas à LG, a Panasonic cedeu e resolveu entrar no nosso país para competir frente a frente no mercado de televisores 3D. Mesmo com a iniciativa, a japonesa continua alertando que a tecnologia passiva reduz muito a qualidade das imagens exibidas pela TV, motivo este que faz as demais fabricantes não aderirem tanto a essa forma de 3D.

Mesmo assim, a Panasonic defende a sua vinda ao mercado nacional argumentando que com essa tecnologia é possível ter óculos mais baratos e também mais leves, o que facilita o uso por mais de uma pessoa ao mesmo tempo. Além disso, os aparelhos com 3D passivo têm custo reduzido se comparados aos com 3D ativo, que é outro dos principais benefícios para os consumidores brasileiros.

Ainda não foram divulgados quais os modelos que iniciarão suas vendas no Brasil, nem em qual data específica chegarão e por qual preço serão vendidos.

Por Guilherme Marcon


A BBC, emissora inglesa voltada para a reprodução de conteúdo jornalístico, estará no Brasil este mês. A rede estatal é uma das mais conhecidas e tradicionais televisões e virá para São Paulo, no dia 14 de julho, para mediar um debate sobre as novas tecnologias usadas para meio de comunicação.

O evento é voltado para profissionais da música e visa discutir as inovações da televisão na era digital. Os representantes da estatal estarão no auditório do Catavento, que fica no museu de ciência da Secretaria de Cultura do Estado de São Paulo, às 15h.

O nome da palestra é “A BBC e a Ciência na TV em 2020″ e será conduzida pela presidente da organização, Jana Bennett. Um telão transmitirá fragmentos da programação da emissora para exemplificar, assim, como as novas tecnologias podem ser usadas no objetivo de despertar o interesse no público para assuntos mais "áridos", como ciência, inovação, tecnologia e sustentabilidade.

A BBC ficou consagrada mundialmente por ser uma televisão pública de grande audiência, voltada para a promoção da informação e conhecimento para a população inglesa. No Reino Unido, foi uma das primeiras a fazer uso da tecnologia Full HD e 3D.

Para se inscrever, solicite a participação pelo e-mail: cursos@cataventocultural.org.br.

Serão distribuídos certificados de participação aos ouvintes.

Por Tadeu Goulart

Fonte: Portal Comunique-se


Adeus, computador. Adeus, Google TV. Foi isso o que pensei ao ver o produto anunciado pela D-Link, o Boxee Box. Porque ele parece fazer exatamente o que esses produtos prometem. Claro, ainda é preciso testá-lo, mas dá para perceber, pelos seus recursos, que ele deve fazer as pessoas saírem da frente do computador para assistir vídeos diretamente na TV. Classificado como uma central de mídia, o Boxee Box começa a ser vendido no Brasil no fim deste mês e custará cerca de 900 reais.

O aparelho se conecta ao computador via rede Wi-Fi e possui também portas USB e entrada para cartão de memória, além de saídas de áudio e vídeo para conectar ao televisor, claro. O design em forma de uma caixa é interessante, e ele já vem com 178 aplicativos na memória.

Há expectativa de que até o fim do ano a Netflix entre na jogada para oferecer aluguel de filmes através do Boxee Box. É possível acessar vários tipos de conteúdo disponível na rede. Tudo pode ser controlado através de um controle remoto com teclado Qwerty ou utilizando aplicativos para iPhone e Android.

Por Maximiliano da Rosa

Fonte: Info


Em breve deverá chegar uma novidade às lojas brasileiras no segmento de televisores modernos. A Semp Toshiba divulgou na quarta-feira (23/03), durante evento na capital paulista, que pretende lançar até o final de 2011 o modelo de 20 polegadas do seu televisor da linha Glassesless, que significa sem óculos.

A fabricante japonesa apresentou a tão aguardada TV 3D que não precisa dos óculos para assistir em terceira dimensão e afirmou que pretende lançar o televisor 3D Glassesless no tamanho de 65 polegadas, porém não se sabe quando e nem se chegará ao Brasil nesse tamanho.

No Japão, a TV já foi lançada desde dezembro de 2010 e custa em torno de R$ 4.900. Ainda não foi anunciado quanto custará a versão de 20 polegadas no Brasil.

Segundo o portal IDG Now!, a TV 3D é capaz de reproduzir nove imagens para cada pixel, o que gera o quádruplo de pixels em relação a uma televisão Full HD. Mas a “mágica” para enxergar em 3D sem os óculos é possível através de uma película especial que reveste a parte frontal da tela LCD, e isso faz com que as imagens se “separem” para cada olho.

Agora é esperar e conferir se a TV 3D da Semp Toshiba vai proporcionar essa emoção mesmo sem os óculos.

Por Andrea Gomes


Assistir a um filme em casa antigamente era sinônimo de reunião familiar. Bastava, para tanto, ir a uma locadora, escolher entre os inúmeros gêneros disponíveis (suspense, terror, drama, comédia, ação, aventura etc.) no formato VHS, voltar para o lar, estourar pipocas e permanecer por uma ou mais horas em frente aos televisores de tubo.

Na atualidade, poucas são as locadoras que têm VHS, com o DVD em evidência. Desde 2006, porém, o mundo foi surpreendido com a nova tecnologia blu-ray, que prometia, efetivamente, maior qualidade de áudio e vídeo.

E realmente isso é uma consideração transparente, vívida.

Contudo, contrariando as perspectivas dos fabricantes desses aparelhos, as vendas não emplacaram em alguns países e representaram, como um todo, 15% de participação no mercado, perdendo justamente para seu antecessor, o DVD. A justificativa para essa recorrência são os preços, tanto dos aparelhos como dos discos.

Apesar de crescimento nas vendas em território brasileiro nos últimos meses, dados da consultoria GfK assinalam que entre janeiro e agosto de 2010 a comercialização de players saltou 300%, mas ainda sim representam apenas 4% das vendas.

Na visão de Marcelo Zuffo, professor da Escola Politécnica da Universidade de São Paulo (USP), o preço do disco ainda é um entrave no país. Enquanto, em 2010, uma unidade fora comercializada por R$ 72, em média, um DVD saía por R$ 19.

Esse nicho ainda é uma incógnita. A maior venda dependerá, basicamente, de ações de marketing e preços mais baixos.

Por Luiz Felipe T. Erdei

Fonte: Estadão





CONTINUE NAVEGANDO: