O Campus Party representa sonho de consumo da grande parte do público que aprecia descansar em campings. Ao ponto de que quase oito mil pessoas sofreram privações dentro da barraca, no evento, como no caso do extenso calor, por exemplo. Quem teve a chance de descansar no quarto VIP, na Arena Anhembi, deu glória aos céus, em consequência da comodidade presente no clima desértico do verão paulistano.

No ano de 2014 o quarto VIP ficou acima das expectativas, conforme a opinião de parte dos campistas que opinam em fóruns de notícia sobre esse assunto específico. Videogame, wireless, home-theater, TV 3D, ar condicionado e cama de casal eram apenas algumas das vantagens que existia no local. De certa forma, esse tipo de mordomia esteve reservado às poucas pessoas que conseguiram vencer as árduas tarefas diárias do evento.

Por exemplo, Edvan Silva, com idade de 27 anos, conquistou a mordomia ao levar em conta que ficou por tempo além do que dois dias acampando na porta e por consequência teve o mérito de ser o primeiro a entrar no evento. Além disso, para garantir a liderança da fila, o rapaz também teve que fazer longa viagem, de Brasília até São Paulo, dirigindo o seu carro.

Amanda Brancos, estudante universitária de arquitetura, também conquistou a vantagem de usufruir o quarto VIP, depois de vencer disputa no jogo ROCK BAND. Ela foi a melhor tocadora de guitarra. Não se pode ignorar o fato de que a garota veio de Vitória da Conquista, na Bahia, apenas para participar do evento. No primeiro dia usou a sua barraca para guardar os pertences. A jovem trouxe uma mochila e um colchão.

A mordomia começou no momento em que ela entrou no quarto, visto que recebeu kit completo de higiene e um chuveiro com água quente de causar inveja aos outros campistas.

Not?cias.





CONTINUE NAVEGANDO: