Saiba aqui as diferenças e como escolher o cabo HDMI ideal para você.

O HDMI é o cabo mais usado hoje em dia em transmissões de aparelhos digitais para grandes tvs. A sigla HDMI significa High Definition Multimedia Interface, ou seja, uma interface multimídia que roda em alta resolução. Esse padrão tem sido o mais usado para transmitir telas, sendo que, por sua qualidade digital, não é compatível com reprodutores analógicos ou de qualidade inferior.

Playstation 4, Xbox, Blu-rays e até Chromecasts usam-se desse padrão para transmitir a imagem e o som de jogos, filmes, séries e mídias em geral para as telas designadas. Contudo, existe a possibilidade de que você seja pego num atrito de gerações acerca desses cabos, sendo assim, qual é a melhor opção para você, de forma a não te levar à compra de um HDMI independente? Veja agora algumas considerações sobre as versões da entrada.

O que muda?

A entrada HDMI existe faz 15 anos, ou seja, desde 2002 esse padrão vem sofrendo modificações graças ao avanço das tecnologias, o que gerou uma numeração após a sigla. Sendo assim, o HDMi de 2002 é chamado 1.0, seguido do 1.1, 1.2 e assim por diante, até chegar na versão mais atual, o HDMI 2.0.

Como o número crescente indica, quanto maior a numeração indicada, maior é a tecnologia empregada, ou seja, o 2.0 é mais moderno que o 1.4, que por sua vez é mais moderno que o 1.3 e assim por diante. Quanto mais avançada a versão, melhor acontece a transmissão de dados e multimídia. Fora essa explicação (óbvia), existem outros fatores que indicam diferenças entre as versões do padrão, como itens técnicos, por exemplo.

HDMI 1.0

A primeira versão HDMI, 1.0, tem a capacidade de transmitir até 4,9 gigabits a cada segundo. Quanto à resolução, o 1.0 suporta 1080 polegadas, em largura de banda equivalente a 60 hertz, transmitindo áudio através de até 8 canais, marcando 192 kilohertz. Esse aparato de configuração garante uma transmissão de DVDs de alta resolução.

HDMI 1.2

Enquanto o HDMI 1.1 trouxe apenas suporte a DVD áudio, a versão 1.2, inaugurada em 2005, trouxe suporte para telas independentes, como TVs e monitores, por exemplo, além de permitir o uso de computadores, portáteis ou não.

HDMI 1.4 e HDMI 2.0

Lançado em 2009, o HDMI 1.4 está presente em aparelhos comprados até uns 4 anos atrás, entretanto, não encontramos mais a produção de aparelhos com esse padrão. O 1.4 suporta resolução 4K (4.096 x 2.160p), mas em 2013, chega o 2.0, mais usado atualmente, que suporta resolução de 60 quadros por segundo. Esse avanço caracteriza a mais alta usabilidade em transmissões de esportes e jogos ultra modernos.

Acerca da taxa de transferência, o 2.0. conta com 18 Gbps, enquanto o 1.4 conta com 10,2 Gbps. Já o quesito áudio deu um grande salto, já que havia ficado estacionado. Na última versão, há suporte para 32 canais de 1536 hertz.

Ainda em 2017, esperamos o lançamento do HDMI 2.1, que promete a tão esperada resolução em 8K, com taxas de quadros marcando 120 kHz.

Escolhendo o seu cabo

Seja coerente. Se o seu aparelho não possui a capacidade 4K, por exemplo, de nada servirá um cabo 2.0 ou 1.4. Se a sua televisão é FULL HD, por exemplo, você deve optar pela tecnologia compatível ou estará apenas desperdiçando seu dinheiro.

Considere o seu dispositivo e, de acordo com a tecnologia encontrada nele, escolha seu cabo. Um 1.3 pode ser muito mais vantajoso do que um 2.0, nesses casos.

Do mesmo modo, de nada adianta se empolgar com uma tela ultra moderna se o seu conteúdo não entrega toda a qualidade cujo dispositivo é capaz de entregar.

Outro ponto a considerar é o material o cabo. Ainda que não influenciem na qualidade, sem dúvida vão influenciar na durabilidade e resistência do cabo. Portanto, considere o material cujo cabo é feito também, na hora de realizar a compra.

Carolina B.


Saiba aqui o que fazer quando o áudio do cabo HDMI não sai na TV.

A função do cabo HDMI é transmitir os dados em alta resolução para aparelhos como televisores e computadores, garantindo assim imagem e sons com ótima qualidade.

Existem diversos modelos de cabo HDMI, cada um com um objetivo, seja na velocidade ou na qualidade da transmissão. Os conectores banhados a ouro são considerados com maior qualidade, pois sua composição é mais resistente tendo maior emissão de sinais. Os modelos de HDMI são compostos por dezenoves pinos de encaixes, para que o cabo HDMI funcione corretamente é necessário que os dezenoves pinos fiquem bem encaixados se for mal encaixado pode danificar o cabo e em alguns casos danificar o aparelho.

Para ter imagem e áudio de qualidade o consumidor deve ficar atento à resolução das imagens transmitidas, existem alguns modelos de resolução, que podem ser os seguintes: “480 p ” a letras após a numeração é referente ao mapeamento realizado pelo aparelho, no caso do p significada mapeamento progressivo (progressive scan). Já para a resolução “720 i”, a letra i simboliza mapeamento entrelaçado (interlaced). Nesse caso, a resolução “480 p” refere-se a mapeamento progressivo de 640 x 480 pixels e a “720 i” refere-se ao mapeamento entrelaçado 1282 x 720 i, outra resolução bastante comum é a 1920 x 1080 (Full HD).

Ao conectar o cabo HDMI da TV no computador, se torna comum haver problemas na configuração do áudio. Para resolver essa situação é necessário ficar atento em alguns detalhes.

Primeiramente é necessário conectar o cabo HDMI nos aparelhos e esperar a conexão ser conhecida. Em seguida caso haja o problema no áudio é necessário ir na configuração de “SOM” no “Painel de Controle” do computador. Na configuração de SOM abrirá uma janela contendo as seguintes opções REPRODUÇÃO , GRAVAÇÃO, SONS, COMUNICAÇÕES , clique na opção “REPRODUÇÃO”, nela será exibido o ícone com a marca da televisão, essa opção indica o áudio da TV, clique nesse ícone e selecione a opção “Definir como padrão” em seguida clique em “Aplicar” e para finalizar clique em “OK”. Pronto, a partir desse momento a opção TV está selecionada e o áudio sairá na TV.

Para ajustar o som clique no ícone Alto-Falantes localizado na barra de tarefas no canto direito do computador, após clique no áudio da TV e ajuste conforme necessário.

Gisele Alves de Brito


As modernas TVs LED são equipadas com diversas opções de conexões de vídeo, entre elas podemos citar a entrada de vídeo composto (normalmente identificável por um conector amarelo), a entrada de vídeo componente (conectores azul, verde e vermelho) e à moderna conexão HDMI (conector único, semelhante ao conector usado para um pendrive).

Destas três conexões, a que oferece menor qualidade de imagem é a de vídeo composto. Na outra ponta, temos a HDMI com a melhor qualidade. Já a entrada de vídeo componente tem qualidade intermediária de imagem. 

Se você puder optar livremente por uma das três para conectar um equipamento à TV LED, escolha a conexão HDMI.

Caso o equipamento não seja equipado com HDMI, fique com a conexão de vídeo componente.

A entrada de vídeo composto deve ser a sua última e pior opção, mas não quer dizer que não vá funcionar corretamente, a questão é que a qualidade da imagem poderá ficar abaixo das suas expectativas.

Em resumo, sabendo qual é a melhor e qual é a pior opção de conexão, ficará a seu critério escolher uma delas com base no que você deseja conectar à TV LED.

Luiz Moreira


A Panasonic está colocando no mercado um novo modelo de TV, a TC-L32X20B, de 32 polegadas. Entre as diversas funcionalidades do aparelho, está uma que vai agradar em cheio aos fãs da Apple: a integração com iPhone e iPod. O modelo da linha Viera vem com um dock especial, que permite reproduzir vídeos, músicas e fotos diretamente no aparelho de TV.

A TV LCD Panasonic TC-L32X20B tem tela de alta definição e conta com a tecnologia IPS, que garante melhor visualização em ângulos menos favoráveis quando comparado a outros modelos LCD. E ainda tem a vantagem de gastar menos energia. O aparelho também usa uma tecnologia inteligente que controla os níveis de contraste e cor automaticamente de acordo com as imagens que são exibidas chamada Intelligent Scene Controller.

A TV da Panasonic também conta com diversos meios de conectividade com outros equipamentos eletrônicos como HDMI, USB e entrada para cartão microSD. Seu preço sugerido é de 1800 reais.

Por Maximiliano da Rosa





CONTINUE NAVEGANDO: