Engenheiros do Instituto Nacional de Ciência Industrial e Tecnologia Avançada (AIST) e da Universidade de Keio, ambos do Japão, desenvolveram um display com sistema de projeção holográfica, capaz de transmitir imagens tridimensionais sem o uso de telas, monitores ou óculos.

Esse sistema é chamado de “AERIAL 3D”, pois ao projetar um laser de plasma para o espaço, são estimuladas as moléculas de nitrogênio e oxigênio presentes no ar. Dessa forma as imagens são exibidas diretamente no ar, aparentando que os objetos exibidos são reais.

Essa tecnologia consegue criar até 50 mil pontos por segundo em uma taxa de aproximadamente 10 a 15 quadros por segundo.

Entretanto, os criadores do projeto estão trabalhando para melhorar o sistema em até 24 a 30 quadros por segundo, ou seja, a projeção vista na tela de um televisor.

O engenheiro Hayato Watnabe explicou o “porque” da criação deste projeto da seguinte forma: “Grande parte das formas de projeção em imagens tridimensionais tem uma tela 2D, o que nos proporciona uma falsa ilusão óptica. Porém, nossa tecnologia mostra imagens que pairam sobre o ar, e por isso as imagens em 3D são muito mais naturais”.

No momento, apenas é possível a exibição das imagens em uma única cor. Porém, imagens coloridas também poderão ser exibidas, ao utilizar feixes de luz nas cores vermelho e azul.

A tecnologia pode não ser “grande coisa”, mas pode ser uma excelente entrada ao futuro dos displays e telas.

Por Junior Belluzzo

Abaixo, uma pequena demonstração da tecnologia exibida no Festival Futur en Seine, em meados deste ano:


Logo os japoneses eles que têm sua base econômica apontada para a produção de eletrônicos e que, periodicamente, apresentam ao mundo novidades no mundo high-tech, vêm com a notícia de falta de empolgação com as TVs 3D.

Em pesquisa realizada pelo site Kakaku.com, chegou-se ao número de 70% de desaprovação dos japoneses em relação à tecnologia de televisores 3D. Segundo consta, a rejeição dos japoneses deve-se, principalmente, a obrigatoriedade de uso dos óculos 3D para visualizar o conteúdo projetado pelos aparelhos.

Além disso, 57% das pessoas acham os preços das TVs muito caros. O que é normal em se considerando ser uma tecnologia nova. Mas, se os japoneses estão reclamando, é melhor os brasileiros ficarem de olho.

Por Jeferson Vainer.





CONTINUE NAVEGANDO: