Ultimamente, muitas empresas resolveram investir no mercado de Smart TVs, seja com tecnologias diferenciadas ou então com novos aplicativos. E com isso, a criação de apps para TVs pagas é algo que aconteceria mais cedo ou mais tarde.

Este é o caso da NET, pois de acordo com o presidente da NET Serviços, José Antônio Félix, a companhia vem conversando muito com diversas fabricantes de TVs inteligentes, pois deseja criar um aplicativo próprio para unificar o conteúdo da TV a cabo com as TVs conectadas. É bem provável que quando isso se concretizar, as demais TVs pagas acelerem para não ficar para trás na concorrência.

Apesar do projeto de um aplicativo da NET ser algo muito recente, há indícios de que o programa será semelhante ao Telecine Play, que foi lançado há pouco tempo, ou então ao serviço TV Everywhere, como o aplicativo Muu, da Globosat. Com isso, os conteúdos serão disponibilizados apenas para quem for assinante da operadora, que deverão se identificar por meio de uma senha.

Conforme informações de pessoas próximas à NET, os diálogos entre a empresa e as fabricantes de Smart TVs estão mais avançadas se comparados com as conversas de outras operadoras de TV paga. Porém, ainda assim, o primeiro aplicativo da NET deverá ser lançado apenas em 2013, dando início à onda das TVs pagas no mundo das TVs conectadas.

Por Guilherme Marcon


Desde a última segunda-feira, dia 28 de maio, os assinantes da TV a cabo Net já podem conferir uma novidade na sua rede de canais. A novidade foi a estreia da BBC HD, que está disponível para assinantes dos pacotes Top HD e BBC Worldwide.

Na grade de programação do canal está incluída a série "London Calling", que aborda as Olimpíadas de Londres. Os assinantes também poderão acompanhar as reportagens dos especiais "Frozen Planet", "Amazônia" e "Planet Earth Live", que aborda como os animais selvagens fazem para sobreviver. O canal acredita que em breve estará disponível para assinantes de outras TVs.

 Em entrevista ao "Portal Comunique-se", o vice-presidente da Associação Brasileira de Televisão por Assinatura (ABTA), Oscar Simões, comentou que o novo canal da BBC aumentará a expectativa do público e também atende as demandas de novos canais internacionais para os contratantes do serviço.

Simões acredita que "além da BBC, vemos isso com a Fox e com canais que já estão aqui e querem ampliar sua presença no Brasil. A expectativa é de que esse crescimento se mantenha. O mercado de TV por assinatura no Brasil é um dos que mais cresce no mundo".

Fonte: Comunique-se

Tadeu Goulart


Num entrevista coletiva, a Net e a Sony reafirmaram a parceria para transmissão da Copa do Mundo em 3D para o Brasil. No entanto, algumas dificuldades surgiram no meio do caminho. Uma delas não é nem em relação à produção, pois isso ficará por conta da Fifa e da própria Sony, e os jogos da seleção brasileira já foram confirmados.

O que podem barrar a transmissão em tempo real, são os altos custos. Os mais cotados para pagar essa conta devem ser a Net e a Globo. Mas há rumores de que o maior canal de TV brasileiro estaria tendo dificuldades para angariar patrocinadores. O motivo disso se deve ao público restrito que teria condições de adquirir uma TV 3D até a Copa.

Lembrando que apenas Samsung e LG devem ter aparelhos à venda por aqui. Os modelos da Sony só devem desembarcar em Agosto. Outras fabricantes, como a Sharp, por exemplo, nem começaram a produzir a sua linha 3D.

Por Maximiliano da Rosa

Fonte: Planet tech


Depois de testes durante o Carnaval, a NET pretende continuar a transmitir programação em 3D. Durante os dias 14 e 15 de fevereiro, uma parceria entre NET e Rede Globo, permitiu a transmissão do desfile das escolas de samba em 3D para um camarote no sambódromo e um bar dentro de um hotel na cidade do Rio de Janeiro.

A intenção da NET é aproveitar a Copa do Mundo de futebol e transmitir algumas partidas em 3D. Porém, para ter acesso à programação, o telespectador também precisa investir em uma televisão com suporte para a tecnologia e óculos próprios para a visualização de conteúdo 3D.

No dia 5 de janeiro, a ESPN anunciou que vai transmitir a abertura da Copa em 3D, no entanto, apenas espectadores nos EUA receberão o sinal. O ESPN 3D promete ser o primeiro canal com conteúdo 100% em três dimensões.





CONTINUE NAVEGANDO: