Os espectadores poderão escolher os caminhos que o Gato irá seguir.

Você já assistiu a um filme ou a uma série e quis fazer parte das decisões que levam o personagem a fazer ou não determinada ação? Pois o que parecia até agora um sonho, começa a se tornar realidade nas mãos da Netflix.

Sempre inovando em suas produções, o serviço de streaming lançou em primeira mão, na última terça-feira, dia 20, a sua nova série focada no personagem “O Gato de Botas”. Sob o nome “Preso num Conto Épico”, o curta trará um dos mais famosos personagens da franquia Shrek, produzida pela DreamWorks.

Na história, o gato irá tentar fugir de um livro que relata um conto de fadas. Para que isso aconteça, ele irá enfrentar diversos desafios, sempre com a ajuda interativa dos seus espectadores que poderão optar pelos caminhos a seguir.

Focada para o público infantil, cada decisão escolhida irá afetar o enredo da história. Porém, atenção. Quem quer participar dessa aventura, poderá fazê-lo somente por um dispositivo com o sistema iOS ou controlando a sua própria SmartTV.

Além disso, há uma mudança de tempo que dependem das escolhas feitas. Sendo assim, a narrativa total poderá durar de 18 até 39 minutos, sendo que foram produzidos dois finais diferentes para surpreender os telespectadores. As configurações permitem que as pessoas assistam o vídeo em legendado e em dublado em português.

E não para por aí. Além de “O Gato de Botas”, a Netflix ainda está preparando mais duas outras animações interativas para os seus usuários. A primeira já tem estreia no dia 14 de julho, sob o nome “Buddy Thunderstruck”, que conta a história de um cachorro muito aventureiro e que disputa diversas corridas de caminhão.

Já a segunda somente tem previsão para acontecer no próximo ano, em 2018. Porém, sabe-se que o nome é “Stretch Armstrong”.

Vem mais novidade aí

Os primeiros vídeos da plataforma, como se pode ver, são voltados para o público infantil. Todavia, a empresa, que constantemente inova naquilo que apresenta ao público, já está com planos de abranger e ampliar essa ferramenta também para os adultos.

Além disso, outros dispositivos também receberão a inovação. É só aguardar que a novidade já estará chegando na Apple TV, Android e Chromecast.

Gostou dessa interação toda com a Netflix? Pois saiba que o formato interativo de que estamos falando será disponível para todos os assinantes, independente do plano que possui. E ainda, quem não tiver um dispositivo que é compatível, poderá assistir os episódios em formato linear, sem que possa tomar decisões.

Por Kellen Kunz

Gato de Botas


Netflix sofrerá reajuste de preços no Brasil a partir de julho.

Os preços de dois dos três planos da Netflix sofrerão aumentos a partir do mês de julho. Desde 2015 a operadora de streaming não fazia reajustes nos preços das mensalidades no Brasil.

O único plano que permanece com seu preço inalterado é o Básico, que não dá direito à reprodução em alta definição (HD) e só dá acesso a uma tela simultânea, ou seja, apenas uma pessoa pode assistir ao conteúdo do site logada na conta.

Já o preço do plano Padrão, que dá direito de assistir em HD e em duas telas simultâneas, sofrerá um reajuste de 22%. A mensalidade passará dos atuais R$ 22,90 cobrados todo mês para R$ 29,90 ao mês.

O plano que sofrerá o maior reajuste é o plano Premium, que dá direito a assistir ao conteúdo da Netflix em UltraHD e em quatro telas simultaneamente. O reajuste cobrado aos usuários do Premium será de 27%. As mensalidades, que antes eram de R$29,90 passarão a custar R$ 37,90 ao mês.

A última vez que a empresa havia feito um reajuste foi em 2015. Naquela época, houve uma equalização dos preços. Usuários mais antigos pagavam preços menores que usuários mais novos. Quem estava há mais tempo na Netflix pagava R$ 16,90 no plano Básico e passaram a pagar o preço promocional de R$ 19,90 durante um ano, subindo para os atuais R$ 22,90. Quem havia assinado o serviço já com o preço de R$ 19,90 também continuou com essa mensalidade por um ano, subindo para os mesmos R$ 22,90 depois. Novos usuários pagam R$ 22,90 desde 2015. O preço do plano Premium também havia aumentado de R$ 26,90 para R$ 29,90.

No final de maio, a Netflix lançou a quinta temporada de House of Cards, série de ficção produzida pela própria empresa e que narra os bastidores da política norte-americana. Em junho, foi a vez de ser lançada a quinta temporada da série Orange Is The New Black, série de ficção também exclusiva da Netflix, que conta a história de um presídio feminino norte-americano. Neste mês ainda foram lançados o longa metragem Jackie, que ganhou o prêmio de melhor roteiro no festival de Veneza e o filme Okja, primeiro da empresa de streaming a concorre à Palma de Ouro, no festival de Cannes.

Por Renato Senna Maia

Netflix


O conteúdo apenas pode ser salvo em cartão MicroSD em aparelhos que contenham o sistema Android,

Desde o final de 2016 já é possível baixar filmes do Netflix para dispositivos móveis, mas a plataforma norte-americana surpreendeu ao anunciar outra facilidade: permitir que os usuários baixem esse conteúdo para ser salvo em cartão MicroSD. Mas para baixar filmes e séries para smartphone, é preciso, obviamente, que o usuário acesse o Netflix versão mobile (pelo navegador no próprio celular ou através do app, que é a forma mais prática e rápida). O uso do cartão é útil para quem dispõe de pouca memória interna no aparelho.

Outra questão a considerar, o conteúdo apenas pode ser salvo em cartão MicroSD em aparelhos que contenham o sistema Android, pois iPhones – de fato – não possuem esse tipo de cartão. Então, esse novo recurso não é possível para a plataforma da Apple. Mas quem possui iPhone também pode acessar Netflix off-line, é possível salvar o conteúdo que deseja no armazenamento geral do aparelho. O que não pode ser feito é salvá-lo no cartão MicroSD, como citado antes.

A estudante de engenharia civil Juliane Silva, 22, afirma que mantém em casa dois aparelhos de celular – no caso – um com iOS (iPhone), além de um modelo fabricado pela marca Samsung, que é utilizado para acessar apps ou serviços disponíveis só para a plataforma Android. “Eu já quero salvar algumas produções no cartão de memória e desejo assisti-las no trajeto de casa para a faculdade. Bom, será muito útil para mim”, afirma.

Contudo, um adendo, a própria Netflix admite que em alguns aparelhos Android não será possível salvar as produções no MicroSD devido a limitações tecnológicas de alguns aparelhos. “Bom, até o momento ainda não salvei episódios de minha série preferida, mas creio que o aparelho suportará, pois não é tão antigo e, de certa forma, posso dizer que é moderno”, declara.

Armazenamento off-line:

Para se ter uma ideia quanto ao armazenamento de produções diretamente no celular ou tablet, uma série de TV, com uns 20 minutos de duração – por exemplo – pode comprometer 100 MB da memória interna do aparelho, segundo informações de reportagem do site “Gizmodo”. Ainda de acordo com o texto, uma produção mais extensa, como um filme, pode significar 600 MB a menos em relação ao espaço de armazenamento.

Por Letícia Veloso

Netflix no smartphone


Saiba aqui os planos e como funciona o Netflix.

Se você faz parte do time daqueles que já ouviram falar sobre a Netflix, mas tem dúvidas sobre como funciona o site que proporciona o melhor em filmes e em séries no mundo todo, nós te esclarecemos algumas questões importantes.

O que é a Netflix?

Criada em 1997 e com mais de 50 milhões de assinantes em todo o mundo, a Netflix é um site que transmite, via streaming, os vídeos de filmes, séries e programas de TV mais famosos. Sendo assim, os arquivos são transmitidos em tempo real, de maneira que o usuário não precisa fazer o download do arquivo ou carregá-lo antes. Dessa forma, é só dar o play que o site abre instantaneamente os mesmos.

Como acessar?

Basta acessar a Netflix no www.netflix.com e criar uma conta com seus dados. Para isso, é obrigatório o uso de um cartão de crédito. Após validado esse, o acesso já está disponível.

Para novos clientes, o serviço disponibiliza um mês grátis, como forma de experimento do site. Dessa forma, caso o contratante não aprove a utilização do mesmo, é possível cancelar após esse período e não pagar nada por isso.

Já para aqueles que quiserem continuar usando a Netflix, não precisam fazer nada, uma vez que a assinatura é válida pelo tempo que o usuário quiser, não havendo prazo de fidelidade. Ou seja, somente quando ele não quiser mais utilizar o aplicativo é preciso entrar em contato com a empresa e fazer o cancelamento do mesmo.

Como funciona?

Após feito o acesso na página por um usuário e senha, há uma lista de filmes, séries e programas disponíveis online. Sendo assim, basta escolher aquilo que você quer ver e clicar no play.

É importante ressaltar que você pode assistir aos vídeos de onde estiver, desde que tenha acesso à internet. Portanto, o aplicativo é válido para celulares, computadores, tablets e até mesmo em alguns videogames.

Outro ponto importante a ser destacado é que outras pessoas da sua família também podem utilizar a mesma conta. Sendo assim, é importante criar um perfil para cada usuário novo, de forma que a Netflix ofereça uma lista de dicas que seja baseada no gosto particular de cada pessoa.

Sobre a cobrança

Logo após o mês de experimento da Netflix, é cobrado automaticamente e uma vez por mês, a taxa referente ao serviço de streaming. Essa cobrança é sempre feita no mesmo dia em que foi feita a inscrição.

O número de aparelhos que podem assistir ao catálogo, ao mesmo tempo, depende do plano que a pessoa escolheu no ato da assinatura. Atualmente os três tipos de planos disponibilizados são: para uma tela, R$ 19,90 por mês; para duas telas + HD, mensalidade de R$ 22,90 por mês; e versão completa de quatro telas + Ultra HD por R$ 29,90 por mês.

Escolha a sua versão e tenha o melhor em filmes e séries na sua casa. E se você já utiliza o serviço, nos conte a sua experiência.

Kellen Kunz


Segundo a empresa, o primeiro programa de jornalismo deve ser lançado em 2016, tendo Chelsea Handler como apresentadora.

A Netflix planeja investir em jornalismo nos próximos anos. A empresa mostrou interesse em atuar também com esse nicho em sua programação. 

A informação foi dada durante uma conferência internacional. O fato é que a Netflix já tem vários consumidores, está fazendo um grande sucesso, além de ser a criadora de séries originais como, por exemplo, House of cards, Narcos e Demolidor, entre outras. Sendo assim, nos próximos dois anos, o grupo deve ter em seus conteúdos algumas programações de notícias.

O CEO da Netflix, Ted Sarandos, afirmou que nesse mercado as notícias da empresa serão mais ousadas, um diferencial em relação aos outros grupos de comunicação. Tudo indica que, nos anos que vem por aí, a Netflix vai estar fazendo frente a HBO.

A Netflix está, de acordo com Sarandos, investindo e estudando vários projetos para que a plataforma de jornalismo possa ser uma das melhores do mundo; lembrando que a empresa já está investindo em documentários, afinal a tendência é realmente ampliar, cada vez mais, a programação, de modo a alcançar todos os perfis de clientes.

A Netflix focará em quase todo o tipo de informações de cunho jornalístico, salvo programações de natureza esportiva. Sarandos comentou que as atividades esportivas só funcionam melhor quando são ao vivo.

Pois bem, o primeiro programa de jornalismo deve ser lançado já em 2016. A apresentadora do programa, por sua vez, será a comediante e apresentadora de sucesso nos Estados Unidos, Chelsea Handler.

A empresa, bem como o grande público, estão com boas expectativas em relação a esse novo investimento da Netflix que, sem dúvida, vem surpreendendo todos a cada ano que passa. No mais, além do jornalismo, vale informar ao público brasileiro que a empresa também está produzindo uma série totalmente brasileira, com o nome de 3%. Vamos aguardar as surpresas da Netflix. 

Por Madson Lima de Oliveira

Netflix


Netflix realizou uma parceria com o Oculus Rift, que oferecerá aos assinantes a realidade aumentada e a possibilidade de compartilharem o que estão assistindo através da própria plataforma.

A alta tecnologia literalmente chegou para incrementar nossos dias. Aquelas ideias que tínhamos assistindo os desenhos de “Os Jetsons” podem estar cada vez mais perto de se tornarem realidade. Prova disso é a novidade que o Netflix trouxe: a empresa anunciou que agora os assinantes terão a oportunidade de assistir vídeos com realidade virtual.

Tudo isso graças à parceria que a empresa realizou com o Oculus Rift. A novidade, anunciada através do Twitter da Oculus, foi recebida com muita empolgação pelos entusiastas de tecnologia.

Além de exibir o catálogo em realidade aumentada, o serviço também oferecerá a possibilidade de os usuários compartilharem o que estão assistindo através da própria plataforma. Todo o serviço de streaming estará disponível em breve, assim que os óculos chegarem para venda nas lojas.

E a novidade não para por aí: a Oculus anunciou que outros serviços de streaming também estarão em sua plataforma em breve, como é o caso do Vimeo, Twitch e Hulu.

Para quem não sabe, a realidade virtual oferece a possibilidade da pessoa que está assistindo algum conteúdo de se sentir como se estivesse dentro da própria cena, vivendo a ação ou bem próximo dela, como em um teatro. É uma tecnologia parecida com o ambiente 3D, com a diferença, entre outros recursos tecnológicos, no próprio óculos, que realmente parece algo bem futurístico.

Ainda não foi anunciado o valor inicial do gadget, nem quando ele estará disponível oficialmente nas lojas, muito menos quando o produto chegará ao Brasil. Porém, se formos considerar a fascinação de muitos entusiastas de tecnologia, tendo como base a fila de lançamento do novo iPhone, que ficou gigantesca nos Estados Unidos, podemos esperar também uma espera grande para quando esse produto chegar ao mercado.

Do jeito que anda a tecnologia, não é de se duvidar que nos próximos anos possamos interagir diretamente com o conteúdo que estaremos assistindo. É esperar para ver.

Por Felipe Villares

Netflix terá realidade virtual

Foto: Divulgação


Novo recurso da Netflix permite que os usuários criem cartões personalizados, onde podem acompanhar quantos episódios ou temporadas assistiram.

Os usuários do serviço de streaming Netflix têm disponíveis séries exclusivas com todos os episódios da temporada liberados de uma só vez. Ao perceber que seus usuários têm o costume de fazer maratonas de episódios, o Netflix resolveu criar um novo recurso, que permite que os usuários criem cartões personalizados, onde podem acompanhar quantos episódios ou temporadas assistiram, com quem, em que lugar e como. Após a criação do cartão, o mesmo pode ser compartilhado nas redes sociais Facebook, Twitter, enviado para os amigos por e-mail ou mesmo ser salvo como uma imagem JPEG. Dessa forma, os usuários possuirão maior controle dos episódios vistos e podem compartilhar suas maratonas de filmes com os amigos.

Confira como fazer seu cartão do Netflix:

1-      Acesse o site Binge Cards, pelo endereço bingecard.netflix.com, e clique na sua série favorita;

2-      Diga com quem você assistiu a série. Se assistiu sozinho, a opção “Single” deve ser escolhida, para duas pessoas, “Couple” e para um grupo, “Group”. Digite o nome das pessoas que viram a série com você e clique em “Next”;

3-      Agora é hora de indicar quantos episódios foram vistos, e em qual temporada. Através da opção “Seasons” você escolhe a temporada e em “Episodes” escolhe os episódios assistidos. Clique novamente em “Next”;

4-      Agora indique onde assistiu a série. Há opções como: no sofá, a opção “On the coach”, de férias, “While on Vacation”. Existem várias ocasiões disponíveis no site;

5-      Em seguida é hora de compartilhar a informação nas redes sociais. Clique em “Share” e escolha a rede social que deseja compartilhar ou então salve a imagem em JPEG em seu computador.

Pronto! Agora você já criou seu cartão personalizado, que pode ajudá-lo a manter um controle sobre os episódios assistidos, ou mesmo seja uma forma divertida de compartilhar suas conquistas com os amigos. Cada série possui um layout diferente para os cartões. Por enquanto, o recurso está disponível somente na língua inglesa e para as séries exclusivas do Netflix, como Narcos, House of Cards ou Orange is the New Black. A tendência é de que, com o crescimento e popularização da nova opção, outras séries sejam incluídas na opção do cartão.

Por Patrícia Generoso

Netflix


Netflix firmou um acordo com a empresa Telecom Itália. Para assistir os conteúdos do Netflix, os clientes deverão ter um decodificador fornecido pela empresa de telefonia italiana.

Cada vez mais em crescimento em todo o mundo, o Netflix está de olho também no mercado italiano. A empresa acaba de firmar um acordo com a Telecom Itália. A empresa de telefonia italiana anunciou na última quarta-feira (dia 29) que firmou um acordo com a empresa de Streaming, e que deseja impulsionar a demanda por uma internet mais rápida no país, que atualmente ocupa a terceira posição econômica na Zona do Euro.

Para melhorar a internet italiana, a Telecom está aumentando seus investimentos a fim de construir redes de fibra ótica modernas. Outra providência da empresa é fechar acordos com os provedores de conteúdo do país, como forma de somar novas fontes de receita ao capital da empresa. Todas essas iniciativas visam diminuir a perda que os serviços de telefonia vêm sofrendo, frente à competição dos conteúdos online.

Para assistir os conteúdos do Netflix, os clientes deverão ter um decodificador fornecido pela empresa de telefonia italiana. Os detalhes do acordo, como os valores da parceria não foram revelados pelas duas empresas.

Já no lançamento da parceria, os clientes que tiverem o decodificador poderão ter acesso a séries atuais de sucesso como “Sense 8” e “Demolidor”. Os documentários do canal e as comédias stand-up também serão disponibilizados, além da seleção especial de programas voltados para o público infantil.

Com a parceria, as duas empresas ganham muito: o Netflix estará mais perto de um de seus objetivos: superar a audiência de canais de TV abertos e fechados, como a CBN e a HBO. Além disso, a empresa também alcançará cada vez mais clientes, que empolgados com as novidades oferecidas farão uma propaganda positiva sobre o canal de streaming, além de em alguns casos, contratar o serviço para mais de um dispositivo simultaneamente (funcionalidade exclusiva para os assinantes Netflix) e a Telecom Itália manterá seus clientes, oferecendo um diferencial no mercado, e pode, quem sabe, reverter o cenário negativo e conseguir mais adesões.

Por Patrícia Generoso

Netflix na Itália


Crescimento do serviço de streaming é enorme e com os novos clientes, agora passa a marca de 65 milhões de adesões em todo o mundo.

Este ano tem sido um excelente ano para o Netflix. O serviço de streaming que oferece filmes e séries por uma mensalidade fixa tem conquistado cada vez mais fãs e, consequentemente, teve o preço de suas ações mais que duplicado neste ano.

A empresa teve um aumento de 3,28 milhões de clientes em todo o mundo. Essa quantidade de novas adesões aconteceu em apenas três meses e a empresa agora passa a marca de 65 milhões de adesões em todo o mundo.

Só nos Estados Unidos, a empresa ganhou cerca de 900 mil novos assinantes, número maior do que o previsto (600 mil) e internacionalmente o número de novas assinaturas foi de 2,37 milhões, também maior do que o projetado pela empresa (1,9 milhões).

Mas por que o Netflix faz tanto sucesso ao redor do mundo? No princípio de seu funcionamento, a empresa oferecia filmes que já haviam saído de cartaz nos cinemas em streaming, o que já lhe rendia boas adesões, já que é possível escolher o dia e a hora em que o filme será assistido e sem a necessidade de ocupar a memória de seu computador ou dos dispositivos de armazenamento móvel. Outra novidade implementada pelo Netflix é a possibilidade de assistir simultaneamente em até quatro aparelhos, dependendo de sua mensalidade. Há também a opção de filmes e séries em HD. Mas talvez o impulsionador das adesões em todo o mundo sejam as novas séries exclusivas do canal. Aclamadas pelo público e pela crítica, as séries são um verdadeiro atrativo aos novos clientes, e a oportunidade de assistir a qualquer horário também é uma vantagem a mais do sistema.

As pesquisas afirmam que o  Netflix pode superar a audiência das TVs já no próximo ano. Isso se deve ao fato de que a mensalidade do canal é muito mais atrativa do que o das TVs por assinatura por exemplo.

O Netflix pode ser o futuro da forma como assistimos TV? O que você acha?

Por Patrícia Generoso

Netflix


Netflix teve uma ampliação de sua audiência em cerca de 40% por ano. São 62 milhões de assinantes em todo o mundo e o serviço pode ganhar mais de 174 milhões de novos assinantes até 2020.

A Netflix começou a ficar famosa por oferecer reproduções de filmes famosos, por uma mensalidade fixa mensal. Com um dispositivo como um computador ou uma televisão com acesso à internet, é possível assistir filmes em tempo real, sem a necessidade de ocupar a memória de seu computador ou dispositivos de armazenamento.

As inovações oferecidas pela empresa Netflix cresceram ao longo do tempo, assim como os seus assinantes. Atualmente há a opção de assistir filmes em HD, além de fazer mais de um perfil para assistir simultaneamente em aparelhos diferentes. É possível assistir em até 4 dispositivos simultaneamente, dependendo de sua conta.

Atualmente, séries exclusivas para os assinantes também foram disponibilizadas, com alto nível técnico e aclamadas pela crítica. Todas essas inovações fazem com que a Netflix seja uma alternativa relativamente barata à TV aberta e também às TVs por assinatura, já que o telespectador pode escolher o filme ou a série que deseja ver, em qualquer hora.

Um analista da FBR Capital Markets afirma que a audiência da Netflix pode superar a das diferentes redes de televisão já no próximo ano. Segundo a sua análise, a empresa de streaming teve uma ampliação de sua audiência em cerca de 40% por ano, e no primeiro trimestre deste ano seus assinantes já tiveram um consumo de 10 bilhões de horas de vídeo.

Segundo o analista, se a Netflix fosse incluída nas pesquisas de publico e audiência nos EUA, já teria alcançado as redes de televisão ABC e NBC e passaria a CBS e a Fox já no próximo ano. Atualmente a Netflix já tem mais de 62 milhões de assinantes em todo o mundo e pode ganhar mais de 174 milhões de novos assinantes em 2020, pelas grandes inovações e bom preço que oferece.

Se as emissoras de TV não conseguirem novos atrativos para seus clientes ou se não oferecerem pacotes de serviços mais atrativos a seus clientes, a tendência é que o canal Netflix absorva ainda mais clientes.  Uma revolução no modo de ver TV está começando.

Será que as concorrentes se adaptarão às novas funcionalidades oferecidas pela Netflix e oferecerão ainda mais opções para seus clientes?

Por Patrícia Generoso

Netflix


O Netflix surgiu nos EUA pela revolta de um cliente com uma videolocadora. Após ser multado por uma videolocadora por atraso na devolução de um filme, surgiu a ideia de desenvolver um sistema onde você pagaria para assistir os filmes e não teria depois a responsabilidade de entregá-lo em dia, sem penas de multas e outras dores de cabeça. Dessa ideia surgiu o Netflix, a maior e mais abrangente empresa de transmissão de filmes online do mundo hoje.

No Netflix encontramos shows, filmes, séries, programas de TV e desenhos animados dos mais variados gêneros. O Netflix funciona em multiplataforma, estando disponível em Smart TVs, celulares, videogames, aparelhos reprodutores de Blu-Ray, computadores, tablets e até mesmo decodificadores de sinal.

Os assinantes pagam pelo serviço um valor mensal e têm disponível todo o acervo do Netflix na ponta dos dedos. Em um sistema muito simples e intuitivo, que recebe bem tanto iniciantes na utilização dos aparelhos quanto acolhe os veteranos, o Netflix se mostra fácil e prático de se utilizar.

A empresa conta com produtos de várias produtoras assim como de sua própria autoria. Algumas séries originais do Netflix já foram lançadas e alcançaram sucesso com o público. Entre elas: House of Cards, Hemlock Grove e Orange is the New Black. No próximo ano estão prometidas séries de animação em parceria com a Disney além de séries da Marvel, que já conta com Marvel Agents of Shield no topo das mais assistidas e mais bem avaliadas séries de TV. Em terras tupiniquins foi lançada a minissérie A Toca do youtuber Felipe Neto.

Não bastasse todo o conteúdo oferecido, tanto em HD quanto na definição comum, o Netflix agora começa a disponibilizar material em 4K, uma versão muito mais poderosa do que a versão em HD, com definição muito superior. Breaking Bad, House of Cards e Orange is the new Black já estão disponíveis no formato. A princípio quem já tem Netflix e quiser usufruir da tecnologia não terá que pagar nada a mais pelos próximos dois meses. Novos assinantes e pessoas que desejam utilizar esse serviço após o período deverão utilizar o plano de R$ 26,90.

O lançamento de produtos 4K é muito bem-vindo e coloca o Netflix novamente em posição de vanguarda.

Por Nosf

Netflix em 4K

Foto: Divulgação





CONTINUE NAVEGANDO: