Um dúvida que surge quanto à TV 3D à sobre a programação. Afinal, tudo o que for exibido será visto em 3D? A resposta para essa pergunta é: não. Para que os programas, filmes e eventos esportivos sejam exibidos em 3D é preciso que sejam gravados ou transmitidos usando a tecnologia, que requer câmeras especiais.

A quantidade de programação ainda é insignificante, aliás. Principalmente na TV aberta. Este ano a Band fez testes com a fórmula Indy em São Paulo, e a Rede TV! foi a primeira emissora no mundo a transmitir um programa ao vivo em 3D. Lá fora, o torneio de Roland Garros deve ser um dos pioneiros ao ter partidas transmitidas em 3D.

O grande divisor de águas deve ser a Copa do Mundo, que erá transmitidas em 3D para dezenas de países, e com certeza será responsável por popularizar a tecnologia mundo à fora.

 Por Maximiliano da Rosa

Fonte: iG


Aos poucos a TV 3D começa a se popularizar e ganhar mais conteúdo. James Cameron falou abertamente sobre a necessidade de se gerar conteúdo rapidamente. Afinal, as pessoas só pagarão o alto preço de uma TV 3D se existirem programas e eventos compatíveis. Por isso a Copa do Mundo será transmitida com essa tecnologia.

No Brasil, ainda que as TVs estejam demorando para chegar às lojas, as coisas começaram a andar. O país foi o primeiro no mundo a fazer a transmissão de um programa ao vivo utilizando o 3D como Pânico na TV.

No exterior, parece que as empresas estão privilegiando os eventos esportivos. Na França o canal Orange transmitirá os jogos de Roland Garros em 3D pela primeira vez. Isso só será possível graças a uma pareceria com a Panasonic. Como pouca gente tem aparelhos compatíveis na França, o evento será transmitido para aparelhos em cerca de 3 mil lojas localizadas no Reino Unido e na Irlanda.

Por Maximiliano da Rosa

Fonte: Planet Tech





CONTINUE NAVEGANDO: