A TV 8K da Sharp possui 16 vezes a resolução da imagem de uma TV HD. Ela está sendo desenvolvida pela marca e já começou a ser comercializada no Japão.

Você está feliz da vida com a sua televisão HD, então imagine só uma tecnologia que aumente nada mais nada menos que 16 vezes a resolução da imagem! Estamos falando da televisão 8K! A primeira especulação de preço da TV ficava acima de R$ 500 mil, mas houve novas divulgações de preços até R$ 28 mil.

Em setembro, a marca Sharp anunciou o início das vendas dessa tremenda tecnologia! A resolução 8K conta com 7.680 x 4.320 pixels. No fim do mês passado (outubro), o modelo chamado LV-85001 começou a ser comercializado no Japão. O preço, em ienes (a moeda do Japão), é de 16 milhões. Isso em dólares equivale a 133 mil, enquanto em reais, o valor fica cerca de R$ 509 mil.

Sabe os cinemas com aquela tela gigante IMAX? A tecnologia das televisões 8K tem quase a mesma definição, contando com 4320p. Sucessora da tecnologia 4K, a 8K tem 16 vezes a resolução do que as famosas televisões de alta tecnologia atuais, que apresentam 1920 x 1080 pixels. A tecnologia 4K que já é famosa e não muito acessível tanto em preço quanto em disponibilidade de estoques nas lojas no Brasil, atende resolução de 3.840 x 2160.

Vamos falar da tela da TV 4K da Sharp: 104 pixels para cada uma das 85 polegadas que possui. A empresa já havia lançado televisores 8K voltadas para o mercado corporativo em 2015, o que demonstra o quão avançado o grupo é em tecnologia.

A Linha AQUOS anunciada pela marca, será lançada na China e no Japão ainda neste ano, enquanto em 2018, espera-se a chegada das 8K também em Taiwan e no continente europeu. Acerca dessa linha, ainda não há divulgação oficial de preços, mas há uma fonte jornalística que afirma que no Japão, ela será lançada por 1 milhão de ienes, o que no Brasil simboliza cerca de 28 mil reais.

Em outros mercados de negociação, esse valor fica inferior ao da linha da LG, OLED. Essas custam até 30 mil reais. Portanto, é provável que se essa linha especificamente chegar ao Brasil, que os preços sejam mais elevados. Enquanto esse modelo exibido na IFA ficou sem preços definidos, o monitor vendido anteriormente – em 2015 – é de 85” e custou um pouco mais de 400 mil levando em consideração a cotação atual.

Apesar da Sharp vir trabalhando modelos 8K desde 2015, o gargalo para comercialização do produto era justamente o custo, pois estavam saindo por aproximadamente 130 mil dólares, como citamos. Enquanto isso, a escassez de conteúdos produzidos para essa tecnologia também é um desafio já que a 4K ainda nem se tornou de fato uma realidade para o consumidor final.

Embora haja a resolução disponível para reproduzir os conteúdos, ainda não existem muitas produtoras que trabalhem em 8K, ou seja, de nada adianta você ter uma super televisão se os programas não entregarem toda a resolução que ela pode reproduzir. Contudo, a Sharp está trabalhando na tecnologia, a fim de desenvolver um super ecossistema de 8Ks.

Para quem acha isso improvável, é importante pensar que há alguns anos atrás, pensar em tecnologia 4K era insano e agora, ela vem se inserindo cada vez mais em nosso cotidiano, tanto na venda de TVs quanto na produção de conteúdos para tal qualidade. Em países mais avançados tecnologicamente como é o Japão, programações com qualidade 8K já estão sendo previstas para o próximo ano. Agora é esperar para ver como e por quanto essas belezinhas vão chegar ao Brasil.

Por David Ferreira

Sharp TV 8K


Nova tecnologia permitirá que as imagens sejam puxadas para fora da tela das TVs.

Quantas vezes você já sentiu aquela vontade enorme de puxar algo que estava sendo mostrado em sua televisão? Pois uma nova tecnologia promete justamente isso, que os usuários destas novas TVs possam "puxar" a imagem para fora da tela.

A pesquisa neste sentido vem sendo muito bem conduzida por um grupo de universidades europeias que pretendem fazer com que os displays deem mais um salto na forma de interagir com as pessoas.

Quando os computadores começaram a chegar às casas, muitos acharam que as televisões seriam deixadas de lado, mas vieram as TV's de tela fina, os modelos 3D e tantos outros que vêm sendo lançado e fazendo com que a televisão ganhe novo lugar de destaque nos lares e agora, as telas poderão literalmente, interagir com o telespectador.

O grupo formado pelas universidades europeias não quer lançar apenas mais uma TV que tenha um número maior de pixels ou que tenha a tela mais fina, o grupo está trabalhando em um novo projeto, chamado de "Ghost", que pretende transformar a tela dos televisores de forma que elas se adaptem aos gestos de quem está assistindo e assim, as imagens mudariam até as formas, adaptando-se a novas formas à medida que vão sendo tocadas.

A tecnologia utilizada para isso se chama "Levitação por Ultrassom" e é capaz de possibilitar que a imagem se molde ao toque da pessoa. Com isso, já seria possível até dar formas 3D realmente "reais" para as imagens, o que ainda não é possível nas telas que hoje temos no mercado.

Apesar do projeto não ter previsão para chegar ao mercado, já estão sendo feitos vários estudos neste sentido, para saber quais seriam as aplicações mais interessantes para o "Ghost" e uma das aplicações seria nos mapas digitais, onde poderíamos ver o relevo das regiões.

Outra aplicação importante seria na área da medicina, onde seria possível criar um órgão do corpo humano em 3D, para que pudesse ser operado por um médico que estivesse em treinamento ou por um estudante do curso de Medicina.

Infelizmente, estima-se que ainda sejam precisos mais 10 anos de trabalho para que este projeto alcance um estágio bem mais avançado e possa vir a ser utilizado até em smartphones e tablets.

Por Russel

TVs Samsung

TVs Samsung

Fotos: Divulgação


Você já ouviu falar sobre televisão inteligente? Diferente do que muitos pensam ela não é simplesmente uma televisão conectada à internet. Porém, há alguns itens a serem esclarecidos em relação às suas funcionalidades.

De início, é possível informar que uma TV inteligente não possui a mesma liberdade que um computador oferece, mesmo quando conectada à internet. Afinal, ela foi desenvolvida visando entretenimento, não qualquer atividade produtiva. A inteligência deve ser vista como uma funcionalidade. É possível utilizar apenas os aplicativos que já vieram com ela ou foram comprados na “loja” do fabricante. A quantidade e o tipo dos apps dependem da marca e modelo da televisão.

Apps como Skype, Picasa e Youtube são praticamente obrigatórios. Boa parte das TVS oferece acesso ao conhecido serviço Netflix, que disponibiliza uma série de documentários, filmes e séries (há um custo mensal para o serviço). Um número limitado de jogos também está disponível, e redes sociais como Twitter e Facebook também estão entre as opções de acesso. Sites de notícias também são comuns entre as opções disponíveis.

Há modelos que dispõem de um programa navegador que facilita muito a possibilidade de conectar também outros sítios da rede. Porém, a parte negativa diz respeito ao teclado, quem pretende utilizar a televisão inteligente para fazer comentários em redes sociais, checar e responder e-mails pode encontrar dificuldades, afinal, a TV oferece apenas a possibilidade de digitar através da combinação contida no controle remoto e teclado virtual. No entanto, caso o usuário necessite da TV para isso, a melhor opção é adquirir o produto que tenha possibilidade de conectar teclado e mouse sem fio.  

Crescimento da televisão inteligente:

Um relatório elaborado pela empresa de consultoria Gartner, em dezembro de 2012, terá um gigante avanço até 2016. Enquanto em 2012 eram produzidos 69 milhões de aparelhos ao ano, em 2016 será  198 milhões. Cada fabricante terá que oferecer recursos que chamem ainda mais atenção do consumidor, pois a oferta de venda será significativamente maior.   

Por Rafaela Fusieger

TV inteligente

Foto: Divulgação


Hoje temos muitas formas de encontrar uma notícia. Em qualquer momento e em qualquer local que estivermos. O que importa é ficar bem informado. Vale também se divertir, com um bom seriado, um bom filme, um vídeo engraçado, uma foto legal, uma rede social, enfim, qualquer coisa que nos distraia.

Antigamente a TV era responsável por isso, hoje perdeu espaço. Mas se engana quem acha que eu iria dizer que perdeu muito espaço, porque não é verdade. Ela continua na ativa e de forma muito mais completa. As vendas de televisores novos e cada vez maiores e mais finos crescem a cada dia. E pode ter certeza, elas são responsáveis pelo aumento de vendas no número de celulares. Ainda são um dos mais eficazes meios de propagandas existentes. A televisão virou um verdadeiro computador na sala de casa, com a ampla vantagem de ter uma tela quase sempre muito maior que os tradicionais PC´s e certamente maiores que notebook, tablets e smartphones.

Pode-se hoje jogar online, acessar o Facebook e outras redes sociais, tudo pela TV. Mas ela não cabe no bolso. Precisa de espaço e pouca mobilidade (senão quebra). Por isso temos hoje no bolso um smartphone, que divide com a televisão a função de transmitir. E cabe no bolso. Se bem que muitos modelos andam ficando difíceis de guardar num bolso pequeno, é melhor sair de casa com um jaleco de médico, cujos bolsos eles com certeza cabem.

Nesse final de ano, está previsto pelos sindicatos de comerciantes um aumento de 4% nas vendas de TV e 18 % nas vendas de smartphones. Venderão mais porque cabe no bolso, porque preço não é problema. Smartphones top de linha custam mais do que modernas TV completas com telas de 42”. Pois é, tamanho não é documento. Se esses números de aumento de vendas de telefones se confirmarem, em pouco tempo teremos quase dois aparelhos por habitante no Brasil. 

Por Luciana Viturino

Smart TV

Foto: Divulgação

 


Podem existir aparelhos de televisão com diferentes funções, mas basicamente os principais modelos são de LED, LCD, OLED e HDTV. Há quem não saiba a diferença entre cada uma delas, mas isso não é um problema. Cada uma delas apresentam vantagens e preços diferentes e por isso é importante levar em consideração diferentes possibilidades, além dos preços. Descubra o modelo mais interessante para a sua situação.

As TVs com tela de LCD e LED apresentam tecnologias semelhantes, contudo algumas diferenças tornam um modelo mais preferido que o outro. A TV LCD é equipada com uma lâmpada inteiriça no painel traseiro, além de emissores de luz de diodos usados com a finalidade de iluminar a tela e assim reproduzir a imagem. Já a TV de LED é uma TV LCD com maior iluminação, que ocorre por trás com várias lâmpadas de LED, com maior brilho. Trata-se de uma iluminação chamada de ‘backlight’, que proporciona um brilho e contrastes mais intensos.  

Pelo número menor de luzes na TV de LCD, ela pode apresentar imperfeições em alguns momentos, principalmente quando ocorrem movimentos mais rápidos. Por esse motivo os de LED são mais interessantes, pois representam um avanço tanto em contraste quanto na nitidez das cores.

A frente desses modelos estão as TVs OLED, que apresentam uma diferença muito boa em relação às antecessoras. Elas não necessitam de um “backlight”, pois cada pixel da tela é capaz de acender e apagar sozinho. Por não precisar de uma estrutura com fonte de luz separada, as TVs OLED são mais finas e ainda apresentam imagens mais brilhantes e coloridas. A partir daí já é possível utilizar a tecnologia em painéis flexíveis, sobretudo de tela curva. O que pesa é o preço, que pode ser superior a R$ 10 mil em alguns aparelhos com a tecnologia OLED.  

Por fim, as Ultra HDs, também conhecidas como 4k. Sua principal característica é a imagem, cuja resolução é quatro vezes maior que uma TV Full HD, que oferece 2 milhões de pixels. Em uma Ultra HD, o número de pixels é de 8 milhões, contudo no Brasil ainda não há suporte. Se quiser uma dessas, você terá de assinar o NetFlix (pelo menos), que anunciou que irá anunciar acervos 4k. 

Por Robson Quirino de Moraes

TV LED

TV LCD

TV 4K

Fotos: Divulgação


A Panasonic está sempre inovando e buscando se manter na lista das principais empresas fabricantes de aparelhos eletrônicos.

No início deste ano, mais precisamente em janeiro de 2014, a empresa lançou produtos de uma nova linha, a Life + Screen, agora estes dispositivos estão disponíveis no nosso país. Você deve estar se perguntando, qual o diferencial de tais aparelhos, bem o mais promissor e interessante para a atualidade é que as televisões dessa linha possuem conectividade com as redes sociais. Outra consideração importante a ser feita é que essas Smart TVs respondem ao comando de voz.

O fato de que essa televisão pode ser ligada às redes sociais como o Facebook, possibilita que o usuário possa conversas com os amigos nessa rede social e assistir à sua programação favorita. O recurso que permite essa integração é o Chat Mode, ele também possibilita que a pessoa possa criar eventos no Facebook.

Os atrativos da televisão não se restringem somente às características citadas acima, é igualmente interessante que o usuário possa personalizar a tela inicial de acordo com os aplicativos que mais utilize.

Sobre o comando de voz é importante ressaltar que ele funciona mediante o recurso Voice Assistant, ele pode aumentar ou diminuir o volume da TV, caso seja necessário, assim como efetuar outras diversas tarefas sem que você ouse tocar no controle da televisão. O controle de voz pode ser usado também para fazer buscas na internet.

Como essas Smart TVs estão entrando no mercado nacional, vai demorar um pouco para que os preços sejam mais coerentes com o bolso da maioria dos brasileiros. Atualmente, esses aparelhos da Linha + Screen assumem valores até R$ 5.499.

Se você está decidido a investir nessa nova tecnologia tenha a certeza de estar adquirindo aparelhos de vanguarda, belos e que se adaptam perfeitamente ao ambiente onde devem ser colocados, não interferindo na decoração. O seu design foi pensado especialmente para que ela possa ser integrada a qualquer cômodo da sua residência.

Por Melina Mariel Menezes Pereda

Panasonic TV Life + Screen

Panasonic TV Life + Screen

Fotos: Divulgação


Nesta segunda-feira (25), a fabricante sul coreana LG anunciou que será a primeira empresa a vender televisores equipados com a tecnologia OLED com resolução 4K. No entanto, os valores dos aparelhos não serão nada baratos. 

De acordo com a empresa serão dois modelos, de 65 polegadas e 77 polegadas. Os preços oficiais ainda não foram divulgados, mas, segundo a AP, os preços devem girar em torno de R$ 26 mil. 

Essa é uma aposta agressiva da LG em relação à sua principal concorrente, a Samsung. No ano passado, a Samsung anunciou uma TV OLED com 55 polegadas, mas não anunciou uma atualização da TV com a tecnologia para esse ano.

A Samsung utiliza a tecnologia OLED principalmente para pequenos dispositivos, como tablets e smartphones. Até hoje, as TVs 4K vendidas são feitas de LCD, o que as torna mais baratas. Um modelo com essas características pode sair em torno de R$ 7 mil.

A LG ignora o quesito preço ao colocar uma TV 4K com tecnologia OLED. No entanto, não há dúvidas que a empresa oferecerá uma qualidade de imagem ainda maior do que de suas concorrentes. As TVs apresentaram um excelente valor para os consumidores em termos de reprodução de cor, relação de contraste, detalhes e ângulos de visão.  

Na Coreia do Sul, os televisores entram em pré-venda ainda essa semana. É provável que as entregas aconteçam ainda em setembro. A Europa e os Estados Unidos devem ser os próximos mercados a receberem as TVs. A versão de 77 polegadas deve começar a ser vendida no final do ano.  

A TV 4K OLED da LG foi uma das vencedoras no quesito inovação na Consumer Electronics Show (CES) desse ano. Os televisores serão equipados com o sistema webOS, sistema moderno e com interface agradável da LG para televisores.

Nos dias 05 a 10 de setembro a LG exibirá os televisores na IFA, feira de eletrônicos em Berlin.

Por William Nascimento

Foto: Engaged.com


Conhecida pela excelente qualidade de seus produtos, a LG apresentou no último dia 22 de maio a sua mais recente linha de Smart TVs, a qual apresenta um destaque para as redes sociais, tendo como foco esse nicho tecnológico.

Ultimamente, encontramos no mercado a linha LG ultra HDTV 4K, a qual traz aparelhos com 55, 65 ou 84 polegadas. Além disso, em termos de design, os aparelhos possuem uma elegância única, sendo ultrafinos, com um pé de sustentação cromado que evita deslizes do aparelho. Por outro lado, conta com o controle smart magic que possibilita uma experiência diferente no manuseio do controle remoto, tendo funções inovadoras, permitindo controlar seu televisor por comando de voz e movimento.

Os televisores dessa linha são denominados Ultra HD, que de acordo com as comparações realizadas no site da empresa, demonstram ser superiores ao Full HD, tendo até 4 vezes mais resolução, trazendo imagens fantásticas para divertir toda a família.

Mas o que realmente significa uma TV 4K? Para isso, basta imaginar uma tela com 8,300,000 pixels, aliada a uma inovação tecnológica denominada Nano Full LED, onde há lâmpadas a mais para corrigir as imagens geradas na sua tela, dando uma experiência mais perfeita ao usuário.

Cabe também destacar que a funcionalidade 3D está presente no aparelho, tendo características de imagem com maior brilho e nitidez, trazendo mais realidade às imagens.

A linha de televisores vem equipada com uma câmera frontal que se integra ao Skype. Que por sinal já vem instalado junto com o pacote de apps do televisor, dando ao usuário a possibilidade de conversar com pessoas por meio da sua televisão.

Quanto às facilidades de conexão, o aparelho traz amplas possibilidades, tendo entrada HDMI, USB, LAN e opção Wi-Fi.

Por fim, salienta-se que ao escolher um aparelho LG, o consumidor contará com a vasta opção de apps disponibilizados pela empresa, tais como Netflix e Facebook.

Para mais informações, pode-se consultar o site da LG www.lge.com/br/ultra-hd.

Por Thiago José Fernandes

LG ultra HDTV 4K

Foto: Divulgação


Que tal assistir aos jogos da Copa do Mundo em uma televisão de 55 polegadas e com tecnologia inédita? A Sony lançou um novo modelo de TV de 55 polegadas Full HD, conhecida como W955. Ela contempla um sistema que é inédito no país: a tecnologia X-tended Dynamic Range, que tem a função de melhorar a imagem e fornecer mais detalhes durante as transmissões. Assim, os jogos da Copa vão poder se visualizados com mais emoção e nitidez pelos amantes esportivos.

A nova tecnologia presente na televisão proporciona um aumento de duas vezes do brilho, se for comparado com uma televisão tradicional. Desta forma, a pessoa vai conseguir ter acesso a uma imagem mais realista e muito mais nítida. Além disso, essa nova televisão da Sony também tem o processador X- Reallyti Pro, que diminui os ruídos e propicia um amento no ganho da qualidade.

O modelo W955 também conta com uma tecnologia denominada Triluminus, que reproduz cores com mais precisão do que uma televisão comum. Gostou de conhecer todos estes recursos? Então, vai adorar essa novidade da TV da Sony também: ela tem Motionflow XR 480 Hz, que tem a capacidade de reproduzir um quadro oito vezes mais que uma TV tradicional. Assim, a imagem fica mais nítida e com menos rastros.

Para curtir os jogos da Copa, o usuário vai ter acesso a um recurso exclusivo: Modo Futebol. Ele permite cortar a narração durante os jogos, por exemplo. Além disso, devido à presença desta funcionalidade a pessoa vai ter sempre disponível os melhores momentos dos programas de futebol, reportagens, entrevistas, entre outros.

O design da Televisão da Sony também chama a atenção, que é em modelo Wedge, gerando uma economia de espaço de até 20% de uma televisão normal da mesma tela. O aparelho ainda tem recursos de conectividade. A expectativa é que o preço médio da televisão seja em torno de R$ 8.999,00

Por Babi

Sony W955

Foto: Divulgação


A tecnologia através da televisão avança cada vez mais, despertando o interesse das pessoas e aumentando a vontade de querer  comprar o que tem de melhor. Como agora, a incrível TV 4k de alta definição que está sendo lançada no mercado para proporcionar sensações e mais satisfação ao assistir um programa.

TVs 4k é um modelo de ultra-alta-definição com resolução de 3840×2160 pixels. Esse modelo é considerado ainda muito raro e o lançamento começou no ano de 2013, inclusive no Brasil. O preço ainda está muito caro para os consumidores, mas há uma forte tendência de popularização do produto e ser de fácil aquisição para todos.

O preço da TV 4K está variando entre R$ 10.000,00 até R$ 100.000,00. Os valores estão altos devido ao fato de ainda ser um lançamento, porem pode surgir diversos modelos que favorece na queda de preço.

O mais recomendável para os interessados no novo modelo de TVs 4k e que devem esperar aproximar a Copa do Mundo ou o evento passar, para  então adquirir o produto, pois os preços vão cair bastante até lá. E outro importante detalhe são as ofertas de conteúdo que ainda  são poucas, por isso é que vale a pena esperar.

Essa nova tecnologia promete ser tão econômica quanto os outros modelos de TV, mesmo que o produto ofereça uma tela com qualidade melhor e proporciona muitas sensações ao assistir algum programa. As pessoas também ficam atentas ao consumo  de energia.

Por esse fato, é preciso criar um produto de qualidade, mas que também proporcione economia. Porém a nova TV 4K terá modelos como uma LED e outros lançamentos que tenham um consumo entre 30% de energia mais baixo.

Portanto, o consumidor não precisa ficar preocupado, em breve muitos todos vão migrar para uma TV 4K e poderão sentir a emoção de ter uma tela mais ampla como se estivesse com um cinema em casa.

Por Jaqueline Mendes Rodrigues dos Santos

Foto: divulgação


O Brasil é o país do futebol e para quem não perde nenhum clássico vai adorar a novidade da Samsung: a TV UN40F5500, que conta com o modo futebol e mostra replays e amplifica a torcida. O aparelho se destaca nas tecnologias e conectividades, e conta com funções específicas, principalmente, para quem acompanha todos os jogos de futebol.

Esta televisão da Samsung possui conectividade com diversos tipos de mídias e o menu pode ser configurado em muitos idiomas, sendo bem fácil e simples de mexer. Além disso, por meio do aparelho é possível acessar às redes sociais ou conversas através do Skype. A TV é muito interativa e a pessoa pode acessar fotos, vídeos e outros tipos de recursos.

A função futebol, que é o diferencial deste aparelho, permite que o usuário viva as emoções dos grandes clássicos: ele pode aumentar o sim da torcida e devido à função replay é possível gravar os jogos, para ver os principais detalhes depois.

A imagem é bastante nítida, com cores vivas e vibrantes. A TV UN40F5500 possui o recurso denominado Wide Color Enhacer (Plus) Film Mode e Suporte brilho natural, que produz um contraste fabuloso e muito brilho. Além disso, por meio do processador Dual-Core as tarefas e recursos da televisão da Samsung tornam-se rápidos e velozes, ou seja, o usuário pode realizar mais de uma atividade sem travar o aparelho.

Porém, a televisão apresenta algumas desvantagens como, por exemplo, nenhuma porta HDMI tem ARC, o acabamento não é top de linha, os altos falantes não são muito potentes e o preço da televisão é elevado.

O aparelho da Samsung conta com um design inovador e diferenciado, com traços modernos. A TV possui oito botões que estão situados na parte traseira com um bom espaçamento entre eles e o controle remoto é anatômico para qualquer tipo de mão. Assim, a Samsung inova no mercado ao apresentar um aparelho diferenciado e, sobretudo para quem é fã de futebol.

Por Babi

Samsung TV UN40F5500

Foto: Divulgação


Inúmeras tecnologias vêm sendo apresentadas para suprir as necessidades capitalistas da população. Uma delas é a Televisão 4K,  uma nova geração de televisões que são flexíveis, maiores que as demais que, até então, que foram feitas pelos mesmos fabricantes, com melhor resolução devido a maior quantidade de pixels e possuem telas curvas.

O preço para levar este novo aparato para sua sala custará cerca de R$ 25.000 a R$ 60.000, e, com até 100 polegadas, a sensação que se tem é de estar presente em uma verdadeira sala de cinema, devido ao seu também tecnológico sistema sonoro.

Essas novas televisões vêm com a função de substituir os aparelhos de LCD e 3D (formato 3D que, aliás, não foi um sucesso de vendas). Por ser uma novidade no mercado, muitas pessoas desejarão tê-la.

Possuindo cores mais vibrantes, fortes contrastes entre claro e escuro, a sensação que se tem ao assistir um vídeo que os fabricantes transmitem, através das novas televisões, demonstrando seus produtos, é de que abriu-se alguma janela e se esta olhando diretamente para a imagem a qual está sendo reproduzida.

Esses novos televisores, além de suas curvas, contarão com um botão em que, ao ser pressionado, as extremidades do aparelho se envergam para frente ou para trás, causando uma sensação de maior realidade para as imagens, além de os olhos se adaptarem melhor, como afirmam seus fabricantes.

A Samsung e a LG apresentaram seus modelos de novos televisores, com tecnologia avançada, na última feira CES (Consumers Electronics Show), realizada em Las Vegas, EUA.

A CES consiste em uma exposição em que os principais fabricantes tecnológicos do mundo se reúnem para apresentar seus produtos à população.

Uma tecnologia incrível, porém, devido ao luxuoso preço, a aquisição de uma televisão de tecnologia de ponta, como a 4K, será bem restrita.

Por Danilo Lacalle

TV 4K

Foto: Divulgação


Não é novidade que a TV 3D não está em seus melhores dias. Após o grande lançamento e um preço abusivo, as vendas caíram gradativamente juntamente com o preço. As televisões que custavam entre R$ 7.000 e R$ 10.000 podem ser encontradas atualmente no mercado por R$ 3.000.

Essa falta de sucesso se deu devido a alguns fatores, como a pouca procura para comprá-las, dentre outras coisas.

Hoje em dia, já temos uma tecnologia superior a essa, chamada de 4K, que são televisões que prometem transmitir em uma resolução 4 vezes melhor do que as conhecidas Full HD e essa ideia surgiu basicamente com a Sony, que visava o mercado brasileiro e a Copa para isso, porém, o preço dessa televisão não é nada barato, a de 55 polegadas sairá por mais ou menos R$ 19.000. Há a promessa de ter transmissão simultânea, ao vivo dos jogos, já que, a Sony irá instalar uma sequência de 360 câmeras nos 12 estádios para obter esse resultado sem decepcionar o consumidor e o fã em futebol.

O projeto da TV, que foi inicialmente iniciado no segundo semestre de 2013, já está disponível no Brasil e também está começando a ser produzido por outras empresas como a LG e a Samsung, que trazem outras inovações como telas curvas e flexíveis (telas em que você aperta um botão, as extremidades se envergam e “voilá", a TV que antes era de plasma fica curva), que foi apresentado recentemente como protótipo e com a ideia de ser idealizado.  

As televisões estão disponíveis para compras online em sites como o das Americanas (www.americanas.com.br ); Fnac (www.fnac.com.br ); Saraiva (www.livrariasaraiva.com.br); entre outros. Entretanto, elas não saem por menos de R$ 10.000.

Atenção: até o momento, só estão disponíveis no mercado brasileiro as televisões produzidas pela Sony.

Por Mariana Caetano

TV 4K da Sony

Foto: Divulgação


No início da segunda semana de abril, as empresas Philips e Dolby anunciaram a mais nova tecnologia 3D do mercado, o Dolby 3D.

O que é mais interessante e revolucionário nessa nova tecnologia é que ela não necessita de óculos estereoscópicos para que as imagens “saltem” da tela na visão do telespectador. Mas, além disso, o Dolby 3D proporciona uma projeção de imagens que podem ser vistas em vários ângulos sem comprometer a qualidade, por não serem finas.

A compatibilidade desse novo 3D se dá com TVs – é claro – e com PCs, smartphones e tablets. E também, as empresas que desejarem utilizar o Dolby 3D podem o fazer mediante licenciamento junto da Philips e da Dolby.

A exibição da novidade aconteceu no evento NAB 2013, na cidade de Las Vegas, nos EUA, e chamou bastante atenção de quem estava presente principalmente por não ser necessário utilizar os óculos 3D que todas as TVs da atualidade necessitam – o que até foi muito mais interessante para pessoas que usam óculos de grau e acabavam se atrapalhando ao usar os óculos estereoscópicos.

As empresas que desejarem implantar o Dolby 3D poderão usufruir as ferramentas OCULA e NUKE, da Foundry, que colabora no desenvolvimento de conteúdos que sejam compatíveis com TVs, tablets, PCs e smartphones. 

Por Guilherme Marcon


O mercado da tecnologia está cada vez mais competitivo e por isso causou a queda de nomes importantes e tradicionais como Panasonic, Sharp e Sony.

Isto é comprovado pela expectativa de prejuízos destas empresas para o ano de 2012.

De forma mais específica, a Sony terá uma perda de mais de 170 milhões de dólares, a Sharp irá ficar no vermelho em 5,2 bilhões de dólares enquanto a Panasonic irá amargar um déficit em suas contas de 8,9 bilhões neste ano que está terminando.

Esta situação problemática ocorre pela necessidade destas empresas mudarem a sua organização interna de fabricantes de hardwares para produtoras de softwares e seus conteúdos como a Apple.

Para isso, as empresas japonesas estão passando por programas profundos de reestruturação com cortes de aproximadamente 10.000 funcionários em cada uma delas para evitar a falência.

Por Ana Camila Neves Morais


A Toshiba divulgou nesta semana que está desenvolvendo uma televisão que irá revolucionar o mercado deste tipo de aparelho.

Isso porque, segundo a empresa, esta nova televisão terá um sensor de imagem com uma resolução de 20 megapixels para suas câmeras digitais.

Segundo a Toshiba, os chips CMOS deste novo televisor poderão capturar de uma só vez até 30 quadros por segundo além de poder gravar vídeos em 60 frames por segundo sendo, assim, a TV com a mais alta resolução no mercado.

A produção do aparelho deve ser iniciada no Japão em agosto de 2013 com a liberação de 300.000 unidades por mês.

Por Ana Camila Neves Morais


O campo de atuação do gigante de buscas Google tem grandes chances de aumentar em pouco tempo, pois a empresa informou investimentos na área de streaming.

Neste ramo, o Google pretende concorrer de forma direta com a AirPlay da Apple criando uma alternativa aberta para o surgimento de interações entre televisores e gadgets.

Para isso, já foram firmadas parcerias entre o Google e diversas empresas para oferecer uma segunda tela na televisão com os devices surgindo em um fluxo de dados nos aparelhos móveis e nos televisores.

Fonte: 9to5Google

Por Ana Camila Neves Morais


Mais uma novidade está próxima de chegar no mundo dos eletrônicos, pois a Foxconn pode estar produzindo telas de Ultra HDTV com mais de 130 polegadas.

Esta informação vem do site DigiTimes segundo o qual esta super tela deve ser lançada no ano de 2013 pela empresa asiática.

No entanto, estas notícias foram desmentidas pelo vice-presidente da Foxconn – Jeng-WuTai – o qual argumentou que a empresa não pretende interferir na linha Chimei Innolux (CMI) que produz aparelhos com qualidade Ultra HDTV.

Sobre esta questão, a Foxconn já iniciou a venda de uma televisão feita em parceria com a Sharp que possui uma tela de 60 polegadas.

Ainda de acordo com Jeng-WuTai a empresa deve investir durante o ano de 2013 em produtos com qualidade Ultra HDTV, mas que não vão interferir na produção da CMI .

Por Ana Camila Neves Morais


Os investimentos da Microsoft estão cada vez mais diversificados e o próximo empreendimento da empresa de Bill Gates será a atuação em streaming de programas de televisão que será feito por nuvem.

Esta inovação possui o nome de Microsoft Interactive Entertainment Business que tem como função administrar toda a área de lazer da empresa e que já está à procura de funcionários para o desenvolvimento do programa chamado “Cloud TV”.

Nesta nova idéia, a Microsoft irá buscar estratégias para a criação de servidores destinados a uma nova plataforma de televisão com base na nuvem já que este é um ramo com um bom crescimento na atualidade.

Além da Cloud TV, a Microsoft possui ainda aparelhos interessantes para o entretenimento como o Kinect, Zune, Xbox Live, Mediaroom e Xbox 360.

Por Ana camila Neves Morais


Quanto mais as tecnologias e os aparelhos evoluem, maior é a necessidade de se integrar as “diversas telas” de um local. É baseado nisso que alguns cientistas da Universidade de Nanyang, em Singapura, estão desenvolvendo o projeto chamado “Social Cloud TV”, que significa “TV Social em Nuvem” em português.

A equipe é liderada pelo professor Wen Yonggang e desenvolveu uma plataforma que permite total mobilidade para se assistir programas de televisão. Isso, porque os aparelhos, como TVs e tablets, podem compartilhar entre si o que estão transmitindo em suas telas. Com isso, o vídeo que o usuário estiver assistindo na sua TV poderá continuar a ser visto em seu tablet a qualquer momento, e vice-versa. Além disso, com o Social Cloud TV é possível transferir o bate-papo com os amigos e os conteúdos do Google+, Facebook, Twitter e outras redes sociais.

Apesar de anunciar o novo projeto, não foram revelados os detalhes de como é feita a transição de imagem entre os dispositivos, principalmente por ainda não terem sido liberadas as patentes da ferramenta.

A Social Cloud TV só funciona em aparelhos que possuem sistema operacional Android, porém a intenção é que também seja desenvolvida para os dispositivos da Apple muito em breve. A previsão é que essa nova plataforma chegue às residências dos consumidores até 2014.

Por Guilherme Marcon


A BBC, emissora inglesa voltada para a reprodução de conteúdo jornalístico, estará no Brasil este mês. A rede estatal é uma das mais conhecidas e tradicionais televisões e virá para São Paulo, no dia 14 de julho, para mediar um debate sobre as novas tecnologias usadas para meio de comunicação.

O evento é voltado para profissionais da música e visa discutir as inovações da televisão na era digital. Os representantes da estatal estarão no auditório do Catavento, que fica no museu de ciência da Secretaria de Cultura do Estado de São Paulo, às 15h.

O nome da palestra é “A BBC e a Ciência na TV em 2020″ e será conduzida pela presidente da organização, Jana Bennett. Um telão transmitirá fragmentos da programação da emissora para exemplificar, assim, como as novas tecnologias podem ser usadas no objetivo de despertar o interesse no público para assuntos mais "áridos", como ciência, inovação, tecnologia e sustentabilidade.

A BBC ficou consagrada mundialmente por ser uma televisão pública de grande audiência, voltada para a promoção da informação e conhecimento para a população inglesa. No Reino Unido, foi uma das primeiras a fazer uso da tecnologia Full HD e 3D.

Para se inscrever, solicite a participação pelo e-mail: cursos@cataventocultural.org.br.

Serão distribuídos certificados de participação aos ouvintes.

Por Tadeu Goulart

Fonte: Portal Comunique-se


Muito em breve os brasileiros começarão a ter uma nova experiência ao assistir televisão.

Equipamento que é considerado um dos mais importantes para a economia nacional, presente em praticamente 99% das casas brasileiras, a TV já passou por muitas transformações, foi preta e branca, depois ficou colorida, agora está com imagem digital, e a próxima geração vai chegar ao Brasil ainda este ano vai explorar a interatividade.

A Samsung será a primeira empresa que vai lançar no Brasil uma televisão que não precisará de controle remoto, por exemplo. Todos os comandos poderão ser dados simplesmente pelo comando de mãos. O usuário vai precisar apenas fazer um movimento para que a televisão entenda que ele pretende mudar de canal ou ainda acessar algum recurso da TV.

A LG também lançará um modelo que vai permitir que os usuários consigam dar comandos de voz para a televisão. Além disso, alguns modelos também terão acesso à internet, podendo assim acessar vídeos pela web e outros recursos online.


Recentemente a Sony aproveitou um grande evento para detalhar as principais ações de marketing e estratégias comerciais que serão adotadas pela empresa com a proximidade da Copa do Mundo de 2014.

A marca, que já havia anunciado um patrocínio junto à Fifa, promete agora divulgar as suas principais novidades no gramado das partidas que se realizarão no Brasil.

Os principais produtos que serão divulgados serão os seus lançamentos de TVs com telas grandes que chegarão ao mercado nos próximos anos. Além de promover os lançamentos durante a Copa do Mundo, a marca também pretende intensificar as ações de marketing no ano anterior ao evento, quando as pessoas, tradicionalmente, começam a comprar novos equipamentos de televisão para conseguir assistir melhor aos jogos da Copa do Mundo.

A empresa anunciou também que vai centrar os focos de divulgação nos seus equipamentos que possibilitam ver imagens em 3D. Ainda é considerada fraca a venda deste tipo de equipamento aqui no Brasil e a empresa pretende aproveitar a transmissão em 3D de algumas emissoras para vender suas televisões.


A cada dia surgem novidades relacionadas a televisões, imagens e multimídia para sua casa.

Se você pretende comprar a mais moderna TV em breve, saiba que dentro de um ano ela será completamente ultrapassada. Novas tecnologias estão surgindo todos os dias, e é importante conhecer mais sobre o que elas estão querendo oferecer.

No próximo ano os conceitos de televisões 2K, 4K e 8K estarão no seu cotidiano e é importante conhecer as diferenças:

– A televisão 2K diz respeito à resolução de 2.048 pixels. Esta tecnologia começou a fazer parte das primeiras gerações de telas IMAX. A resolução é um pouco maior do que está presente nas televisões HDTV de hoje em dia.

– Já a televisão 4K terá uma resolução que representa 4x mais do que a que está disponível nas TVs FULL HD de hoje em dia. Esta resolução foi usada nas salas de cinema nos anos de 2006 e 2007.

– Por fim, a televisão 8K já está sendo chamada de UHDTV (Ultra High Definition Television), com uma resolução 16x maior do que a tela FULL HD.


Ter um cinema em casa é o sonho de muitas pessoas, ainda mais se o aparelho vier com uma tecnologia avançada. É o que as grandes empresas tecnológicas estão disponibilizando a seus consumidores, as famosas TVs 3D.

Com características particulares, as TVs 3D trazem mais realidade ao ambiente e mais emoção nas suas programações. Lembrando das TVs do passado, onde eram reproduzidas em preto e branco e muitas delas traziam consigo uma tela colorida para dar mais cor à imagem, ter a tecnologia 3D em casa é uma grande evolução.

Porém essa tecnologia não é centrada somente na imagem, mas sim em todo o seu contexto. Sistemas inteligentes de economia de energia, conexão WI-FI integrado para se conectar com a internet e ampla visibilidade fazem parte desta tecnologia.

Embora como todo lançamento e novidade no mercado, ela chega com um valor um pouco elevado, limitando a aquisição das mesmas. Mas como as TVs de LCD e Plasma, que há pouco tempo eram as grandes novidades desta área, hoje podem ser encontradas por um preço razoável, dando a oportunidade a muitas pessoas de ter uma em casa.

As marcas em destaque desta tecnologia são a Samsung, com uma TV com capacidade de conversão do 2D para 3D e iluminação de LED, encontrada no mercado por um valor aproximado de R$ 8.000,00; a LG, cuja TV 3D causa impulso ao telespectador de se esquivar dos objetos que voam para fora da tela, mas ainda não tem no seu sistema a conversão do 2D para 3D e o seu valor aproximado no mercado está em torno de R$ 9.000,00; e a Sony, que traz em sua TV 3D uma certa exibição de mídia, o Blu-ray ou TV Digital, e pode ser encontrada por aproximadamente R$ 13.000,00.

Tecnologia no mercado não falta, e a evolução não vai parar por aí.


Chama-se Wireless Display (WiDi) e trata-se de uma interface que usa a conectividade sem fios para possibilitar o acesso em TVs, monitores ou projetores, a conteúdos armazenados em dispositivos externos (como notebooks, smartphones e discos). Essa visualização é feita de forma instantânea, em tempo real e em alta definição, usando diretamente os chips Wi-Fi internos dos aparelhos.

A WiDi é, portanto, uma tecnologia inovadora que será integrada, pela primeira vez, numa linha de SmartTVs Cinema 3D, graças a uma parceria assinada entre a Intel, fabricante deste recurso, e a LG Electronics.

Além da partilha de conteúdos armazenados nos dispositivos, esta inovação permite igualmente a reprodução de vídeos do YouTube ou outros exibidos via streaming. Enquanto o usuário utiliza a partilha ou reprodução de arquivos, os dispositivos móveis permanecem disponíveis para utilizar outras funcionalidades, simultâneamente.

No Brasil, a Wireless Display da Intel será integrada nas linhas de TV Cinema 3D, smartphones e notebooks da LG ainda em 2012, embora não se saiba ao certo quando isso vai acontecer. A Intel garante, no entanto, que quem tiver um destes aparelhos poderá usufruir da tecnologia sem necessitar de um adaptador externo.


A Samsung vem revolucionando o mercado tecnológico em todos os seguimentos. Dos mais simples celulares até as mais modernas geladeiras, o que não falta é inovação e garantia de qualidade.

O grande destaque da vez é a Samsung Smart TV que une várias tecnologias em um único aparelho.

Além de ser uma Televisão 3D Full HD ela é Smart, ou seja, é possível se conectar nas redes sociais e fazer buscas na web sem deixar de assistir ao seu programa preferido.

Com o Web Browser você não precisa mais ligar o computador para fazer pesquisas sobre filmes ou programas que passam na TV, já que ele permite uma navegação rápida pela internet. Outro aplicativo interessante é o Social TV, pois com ele você pode compartilhar a sensação de ter um equipamento como esse nas Redes Sociais.

E como não pode faltar em nenhum aparelho que leva o nome da marca, o design é incrível e único. A moldura One Design é ultrafina e mede apenas 5mm, isso significa mais profundidade e realismo no conteúdo que está sendo transmitido, além de elegância e sofisticação.

Por Jéssica Severo


Entre os dias 10 e 13 de janeiro desse ano, foi realizada na cidade de Las Vegas (Nevada, Estados Unidos) a Consumer Electronic Show (CES) 2012. Esse evento é uma das maiores feiras mundiais de eletrônicos e é realizado anualmente. Nele as maiores empresas do mundo em eletrônicos como a Microsoft, Samsung, Nokia, LG, entre outras, reúnem-se para mostrar suas melhores apostas para o ano.

Uma diversidade de televisores foi apresentada. A LG exibiu o modelo LM9600, uma TV 3D de 84 polegadas. O aparelho contém um total de 8 milhões de pixels para exibição de imagens e faz parte da linha Cinema Screen, com uma espessura máxima de 5 milímetros.

A Sharp, não ficando para trás, mostrou a LC-80LE844U, uma TV 3D de 80 polegadas que contará com a tela de Quad Pixel Pluss II, uma tecnologia que mostra uma imagem mais fiel, pois imita a maneira como nosso cérebro processa as informações de cores.

Outras novidades da CES 2012 é que os novos televisores terão imagem ainda mais definida, serão maiores, mais inteligentes e mais “obedientes”. A feira decretou também que o controle remoto está prestes a se aposentar, porque o dono poderá manipular as próximas TVs somente com a voz.

Por Thiago Polido


As televisões também não escapam dos avanços na tecnologia. A Sony, por exemplo, lançou na CES 2012 um protótipo do novo display Crystal LED que permite um ângulo de visão de até 90º. As melhorias também permitem um contraste de até 3,5 maior do que os modelos produzidos atualmente pela própria Sony.

Além disso, a companhia afirma que essa nova tecnologia para telas possui uma gama 1,4 maior do que os modelos da atualidade, tendo tempo de resposta 10 vezes melhor.

Na CES 2012, a Sony demonstrou a superioridade do display colocando-o ao lado de outros modelos e para quem viu, percebeu que a diferença é enorme. As cores são mais vivas e o preto é mais verdadeiro. O efeito é possível devido aos minúsculos e ultrafinos pixels que compõe a sequência RGB de cores, sendo que cada pixel é iluminado independentemente.

Apesar desse lançamento utilizar o sistema Crystal LED, a Sony disse que ainda não abandonou por completo o investimento em telas OLED, assim a empresa continuará produzindo por um tempo televisores com esta tecnologia por mais algum tempo.

Por Tiago Batista


No dia 6 de janeiro a LG Electronics fez o anúncio da sua primeira Google TV, que será apresentada na CES 2012, que acontece de 10 a 13 de janeiro. A nova TV mistura as características das Smart TVs produzidas normalmente pela LG com o sistema Android, assim é possível oferecer uma experiência nova aos consumidores.

Essa nova TV tem uma interface parecida com a versão Honeycomb do Android e é acessada com o “Magic Remote Qwerty”, que é um controle da LG que possui um teclado QWERTY e tecnologias de reconhecimento de voz, facilitando o acesso à internet e aplicativos na TV.

O aparelho também terá um chipset de arquitetura ARM, sendo capaz de efetuar tarefas simultâneas. A Google TV da LG  também possui tecnologia CINEMA 3D, que permite a visualização em terceira dimensão do que é exibido em 2D.

Infelizmente não temos mais característica como o tamanho da tela, preço, dia de lançamento e os mercados onde ela será comercializada. Contudo percebemos que a nova TV é um poço de tecnologia e diversão e com certeza chamará atenção daqueles que não conseguem deixar de ter um “pouquinho” de tecnologia em casa.

Por Tiago Batista


O famoso laboratório Google X, onde a companhia norte-americana trabalha em seus experimentos secretos, acabou de ter mais uma de suas experiências reveladas para o mundo. Segundo o jornal 'The New York Times', a empresa está trabalhando em um óculos de realidade aumentada.

Richard DuVaul, importante cientista da Apple, acaba de ir para o Google, um dos principais rivais da companhia fundada por Steve Jobs. Segundo o jornal, a mudança aconteceu porque o cientista está trabalhando no laboratório secreto Google X para desenvolver os óculos.

O dispositivo seria semelhante aos óculos usados por pessoas em alguns filmes de ficção científica ou futuristas. Ao invés de lente há uma tela LCD ou LED transparente que permite visualizar normalmente o que está à frente do usuário e ainda pode facilmente enganar outras pessoas como se fosse um óculos comum.

O jornal afirma que já há protótipos prontos sendo testados no laboratório. Os óculos podem exibir informações de texto, imagem e o principal investimento do Google no aparelho: serviços de localização, como o Google Maps.

O 'New York Times' também afirmou que a Apple e o Google estão trabalhando em computadores que as pessoas possam vestir. Nenhuma informação foi confirmada ou negada pelas companhias.

Por Mozart Artmann


Ao decidirmos comprar uma televisão podemos ficar com dúvida sobre qual modelo devemos adquirir: Plasma ou LCD?

Ambas apresentam alta tecnologia, e também apresentam vantagens e desvantagens, em sua elaboração e na utilização do produto.

A TV em Plasma apresenta uma durabilidade de até 5 anos aproximadamente, ângulo de visão mais amplo, com um tamanho tela de 65", conforme o modelo, com cores bem vibrantes, como informa o site info.abril.com.br. Seu consumo de energia é alto se comparado a outra TV, como verificamos no vídeo. Em ambientes claros ela fica opaca, prejudicando a imagem, e ainda em seus aspectos negativos, a TV em Plasma apresenta o efeito burn-in, onde a tela é manchada definitivamente, problema causado por imagens estáticas, como explica Paulo Diniz, professor da Escola Politécnica da UFRJ.

Já a TV LCD apresenta a desvantagem de sofrer do efeito "fantasma" na tela, que acontece quando movimentos rápidos estão contidos nas cenas que estamos assistindo, já sua durabilidade varia entre 7 e 10 anos, e apresenta qualidade de alta definição, com um consumo menor de energia. Normalmente funcionava melhor em ambientes mais escuros, o que causava incômodo, pois tínhamos que movimentar a tela a todo momento, em busca de uma melhor posição para o aparelho, contudo estes problemas estão sendo sanados, como afirma o site ips-imageminteligente.blogspot.com, pois há pouco tempo a tecnologia IPS foi criada para TVs LCD, retirando este problema de reflexo de tela, que prejudica a imagem. Esta inovação tecnológica exibe uma imagem perfeita, mesmo que a claridade em excesso faça parte do ambiente.

Percebemos que ambas as tecnologias, tanto as empregadas na produção da TV em Plasma como na LCD, exibem constantemente a superação do próprio produto em si mesmo, e o que hoje é uma desvantagem, pois rapidamente pode ser modificado e apresentado produtos ainda mais modernos.

Em relação aos preços, a TV em Plasma fica em torno de R$ 2.849,05, como informa o site www.americanas.com.br com 51" e a TV LCD tem o valor de R$ 6.959,90 com 52", conforme o shopping.uol.com.br.

Os valores de ambas variam muito em relação à marca e modelo, por isso o consumidor deve ficar atento e usar a regra básica de pesquisar antes de comprar.

Por Mônica Palácio


Assistimos a inovação da tecnologia quase que diariamente e com isso a televisão não poderia ficar de fora.

Nos últimos 20 anos, vimos modificações intensas ocorrendo neste meio de comunicação, como televisão LCD, Plasma, a TV que no início transmitia seus sinais em branco e preto modificando posteriormente para imagem colorida, até chegarmos no conceito de televisão HDTV – alta definição, como descreve este link.

A pergunta que fica é: Qual será a próxima tecnologia em televisão?

A resposta é: a televisão 3D.

Tivemos um primeiro contato com esta "modalidade" no ano de 1922 e posteriormente um contato maior nos anos 50.

Foi uma era que se caracterizou por apresentar ao mundo filmes de orçamentos baixos, os quais se somavam a instalações peculiares, como por exemplo, pratos vibratórios nas poltronas do cinema, para simular um choque elétrico, ou deslizavam por cima da plateia um esqueleto inflável durante o filme, provocando uma atmosfera peculiar, para poder assim "sentir" o filme em 3D.

Os óculos utilizados hoje para assistir a este tipo de filme são quase insignificantes diante da parafernália utilizada tempos atrás.

A tecnologia ao longo do tempo segue se inovando e com isso todas as possibilidades vão se transformando em realidade, é o que justamente acontece com a televisão 3D.

Por Mônica Palácio


As Smart TVs são umas das maiores novidades da Samsung. Só nesse ano, serão lançados 50 modelos com a nova tecnologia. Os aplicativos mais interessantes do novo conceito são: o Smart Hub, um novo menu de apresentação, a integração do televisor com as redes sociais escolhendo-se a função Social TV e o Web Browser, que permite ao usuário navegar pela internet para baixar vídeos e fotos.

No entanto, TVs com internet já não são novidades, principalmente para a Samsung. Porém, agora, elas têm um novo conceito: a integração entre os dispositivos é a grande jogada da empresa sul-coreana. Existe, por exemplo, a possibilidade de se acessar um canal pago como o Time Warner Cable pela televisão ou pela internet, em outros dispositivos como um tablet ou um smartphone. Por isso, no Brasil, a Samsung já lançou o Galaxy Tab com receptor de TV digital e analógico ao mesmo tempo.  

E o que mais chama a atenção é que o celular ou o tablet da linha Galaxy podem se transformar em um controle remoto para a televisão. Nada mais bizarro que mudar os canais da TV da sala usando o seu celular ou o seu tablet. A criatividade anda solta entre os sul-coreanos!

Por Flávia Yoshitani


A Semp Toshiba, através de informação transmitida esta semana por seu próprio presidente (Afonso Hennel) não pretende entrar na disputa com a LG e Samsung por tecnologias e por mercado. “Não há como competir com tal quantidade de recursos. Por isso, quero ficar de fora dessa corrida desenfreada para ser o número 1 junto com as coreanas, para que possamos nos preservar e para durar quem sabe mais 70 anos”, disse Hennel em São Paulo, durante o lançamento de uma nova TV com 3D que não necessita de óculos especiais.

Com essa declaração, a empresa demonstra estar consciente de que pode se manter consolidada em uma mercado altamente competitivo, inovador e que investe pesado em pesquisa por novas tecnologias. Essa solidez, em parte é justificada pelos números, principalmente no Brasil, onde a STI lidera o mercado de televisores (cerca de 20 milhões de unidades em 10 anos), o que contribuiu significativamente para o acúmulo dos cerca de 2,2 bilhões de dólares de lucro no ano passado. Daí, a importancia de um anúncio como esse na maior capital do país. 

Por Alberto Vicente Silva





CONTINUE NAVEGANDO: